Um duplo olhar para o PIBID: impactos nos cursos de Licenciatura e na comunidade escolar

  • Ângela Susana Jagmin Carretta URCAMP
  • Luciana Martins Teixeira Lindner UNIPAMPA

Resumo

Este artigo apresenta uma análise dos desafios e impactos causados pelo Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) em duas trajetórias docentes, às quais coube coordenar a gestão em dois distintos programas, um deles em uma Universidade federal e o outro em uma comunitária, ambos nos campi sede, situados na região da fronteira oeste do Rio Grande do Sul e abrangendo sete municípios. O objetivo deste relato é partilhar as ações e os impactos causados nas Licenciaturas e no processo de formação docente (inicial e continuada), bem como nas comunidades que receberam bolsistas de Iniciação à Docência. As reflexões acerca desse momento, na condição de gestoras, resultaram do envolvimento anterior das docentes em várias intervenções no Ensino Superior, bem como na Educação Básica, as quais lhes possibilitaram uma reflexão sobre a aproximação Universidade/Escola. Em decorrência das propostas executadas, os cursos de Licenciatura de ambas as instituições obtiveram maior visibilidade, os acadêmicos ampliaram suas produções científicas, os supervisores retornaram à Universidade e participaram de momentos de formação continuada, gerando um consenso de que tanto a Universidade quanto a escola são co-formadoras da docência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ângela Susana Jagmin Carretta, URCAMP
Professora do Curso de Pedagogia. Coordenadora de Gestão (Edital 2012) e Institucional (Edital 2013) do PIBID-URCAMP. Mestre em Ensino de Ciências Exatas (UNIVATES).
Luciana Martins Teixeira Lindner, UNIPAMPA
Professora do Curso de Licenciatura em Matemática. Coordenadora de Gestão do PIBID-UNIPAMPA 2009. Mestre em Educação (PUCRS).
Publicado
23-10-2015
Como Citar
Carretta, Ângela S. J., & Lindner, L. M. T. (2015). Um duplo olhar para o PIBID: impactos nos cursos de Licenciatura e na comunidade escolar. Revista Polyphonía, 25(1), 231-246. https://doi.org/10.5216/rp.v25i1.38232