O PIBID, a geografia e as estratégias de ensino

  • Cláudio José Bertazzo Professor adjunto II na UFG-Regional Catalão.
  • Izabella Peracini Bento Professora adjunta na UFG – Regional Catalão.

Resumo

As evidências da deterioração dos modelos clássicos do ensino de geografia nos impelem a considerar ações, intervenções e realizações no âmbito do PIBID como fontes da criação/recriação e remodelação de estratégias para o ensino da geografia escolar. A reflexividade acerca das práticas pibidianas e suas concepções didáticas objetivam entender e interpretar situações de aprendizagem na educação básica e a influência que promove na formação de professores de geografia. O percurso metodológico incluiu observação participante e intervenções didáticas, a partir da leitura de autores com firmes vivências no ensino e formação de professores. Avaliações preliminares estão a validar as escolhas metodológicas e permitem avançar e aperfeiçoar o projeto desenhado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cláudio José Bertazzo, Professor adjunto II na UFG-Regional Catalão.
Bacharel, licenciado e mestre em Geografia pela UFRGS. Doutor em Geografia pela UNESP-Presidente Prudente. Professor adjunto II na UFG-Regional Catalão.
Izabella Peracini Bento, Professora adjunta na UFG – Regional Catalão.
Bacharel e licenciada em Geografia pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-Goiás). Mestre e doutora em Geografia pela Universidade Federal de Goiás (IESA/UFG) – Câmpus Goiânia. Professora adjunta na UFG. Regional Catalão.
Publicado
23-10-2015
Como Citar
Bertazzo, C. J., & Bento, I. P. (2015). O PIBID, a geografia e as estratégias de ensino. Revista Polyphonía, 25(1), 35-45. https://doi.org/10.5216/rp.v25i1.38217