Uma análise do mestrado profissional em ensino de ciências da natureza da Universidade Federal Fluminense

  • Luiza Rodrigues de Oliveira Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências da Natureza da Universidade Federal Fluminense.
  • Rose Mary Latini Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências da Natureza da Universidade Federal Fluminense.
  • Maria Bernadete Pinto dos Santos Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências da Natureza da Universidade Federal Fluminense.
  • Fátima de Paiva Canesin Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências da Natureza da Universidade Federal Fluminense.
  • Lucidéa Guimarães Rebello Coutinho Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências da Natureza da Universidade Federal Fluminense.

Resumo

Existem diversas categorias de análise propostas para a avaliação dos cursos de mestrado profissional (MP). Uma delas trata das pesquisas realizadas nos diferentes programas, evidenciando os impactos gerados pelas mesmas, por meio da análise quantitativa e/ou qualitativa das publicações geradas e/ou por meio da análise dos diversos tipos de aplicação dos seus produtos nas instituições sociais. No entanto, antes da análise que versa sobre os impactos diretos dos MP na sociedade, pensamos ser imprescindível um estudo acerca dos fundamentos teórico-epistemológicos que aportam estas pesquisas, pois uma das críticas feitas ao MP é a de que é um tipo de formação, em nível de pós-graduação stricto sensu, que promove uma dissociação entre o trabalho intelectual e o trabalho manual, isto é, aparta teoria e prática. Entretanto, na área de Ensino, os cursos de MP se configuraram com a proposta de desenvolver a práxis. Pretendemos analisar neste trabalho se a práxis se configura nos MP de Ensino ou há uma dissociação entre teoria e prática, isto é, uma aplicação funcionalista de produtos gerados pelas pesquisas acadêmicas. Para tanto, este artigo, a partir da realização de um estudo de caso, analisa as produções (projetos de pesquisa, produtos, entre outros) de uma das linhas de pesquisa – ensino aprendizagem – do um Curso de Mestrado profissional em Ensino de Ciências da Natureza da Universidade Federal Fluminense que objetiva oferecer aos professores de Química e Física, atuantes na Educação Básica, nos municípios de Niterói, Rio de Janeiro e arredores, uma qualificação sólida, fundamentada na formação de um profissional reflexivo e crítico. Trata-se de uma pesquisa em andamento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiza Rodrigues de Oliveira, Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências da Natureza da Universidade Federal Fluminense.
Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências da Natureza da Universidade Federal Fluminense.
Rose Mary Latini, Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências da Natureza da Universidade Federal Fluminense.
Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências da Natureza da Universidade Federal Fluminense.
Maria Bernadete Pinto dos Santos, Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências da Natureza da Universidade Federal Fluminense.
Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências da Natureza da Universidade Federal Fluminense.
Fátima de Paiva Canesin, Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências da Natureza da Universidade Federal Fluminense.
Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências da Natureza da Universidade Federal Fluminense.
Lucidéa Guimarães Rebello Coutinho, Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências da Natureza da Universidade Federal Fluminense.
Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências da Natureza da Universidade Federal Fluminense.
Publicado
21-10-2015
Como Citar
Oliveira, L. R. de, Latini, R. M., Santos, M. B. P. dos, Canesin, F. de P., & Coutinho, L. G. R. (2015). Uma análise do mestrado profissional em ensino de ciências da natureza da Universidade Federal Fluminense. Revista Polyphonía, 25(2), 67-79. https://doi.org/10.5216/rp.v25i2.38151