Uma alternativa para se trabalhar a educação ambiental de maneira interdisciplinar nas aulas de biologia e de língua portuguesa

  • Viviane Ferreira Furtado Mestrando pelo Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática, Instituto Federal de Goiás, Campus Goiânia/Jataí.
  • Flomar Ambrosina Oliveira Chagas Mestrando pelo Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática, Instituto Federal de Goiás, Campus Goiânia/Jataí.

Resumo

No intuito de investigar de que modo a utilização dos textos de artigo de divulgação científica favorece a reflexão referente à educação ambiental, esta pesquisa-ação, com ajuste de acordo com seu desenvolvimento - e enfoque nos dois percursos considerados distintos: o de investigação e o de ação - de abordagem qualitativa, tem como objetivo geral contribuir para a efetivação da Educação Ambiental no ensino médio e com a transformação social, sob uma perspectiva interdisciplinar entre Biologia e Língua Portuguesa, por intermédio do desenvolvimento do senso crítico do aluno, através da leitura, da interpretação e da produção de artigos de divulgação científica. Apresenta como produto final a elaboração de uma sequência didática, baseada no gênero artigo de divulgação científica, proporcionando ao educando práticas de escuta, de leitura, de fala, de escrita e de análise linguística. Esse produto partirá do acompanhamento in loco das aulas das disciplinas envolvidas, numa escola pública de Jataí - GO. Os instrumentos de pesquisa a serem utilizados com os sujeitos (professores) são entrevistas, questionários e observação das práxis. Para a elaboração da sequência didática buscamos conformidade com o que preceituam Dolz e Schneuwly (2004); Marcuschi (2005) e Bezerra (2005), no que diz respeito ao trabalho com o gênero artigo de divulgação científica; Carvalho (2006), Dias (1994) e (2004), Guimarães (2007) e Loureiro (2006), com relação ao estudo da Educação Ambiental, dentre outros autores; o trabalho interdisciplinar, segundo Tozoni-Reis (2008), Teixeira (2004) e a metodologia segundo Flick (2009), Cervo e Berviam (2002), Dionne (2007) e Franco (2008). Foram realizados os primeiros estudos bibliográficos, a apresentação da proposta à gestão da escola participante, seguida da caracterização da unidade de ensino e dos integrantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
09-10-2015
Como Citar
Furtado, V. F., & Chagas, F. A. O. (2015). Uma alternativa para se trabalhar a educação ambiental de maneira interdisciplinar nas aulas de biologia e de língua portuguesa. Revista Polyphonía, 26(1), 167-182. https://doi.org/10.5216/rp.v26i1.37988