A vida de agricultores e o meio ambiente: revendo a educação ambiental diante do trabalho (Tripalium)

  • Marcos Paulo Ferreira de Souza Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências do Instituto Federal do Rio de Janeiro.
  • Alexandre Maia do Bomfim Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências do Instituto Federal do Rio de Janeiro.

Resumo

Este trabalho refere-se ao desenvolvimento (em andamento) de um Produto Educacional, item obrigatório do Mestrado Profissional em Ensino de Ciências do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro, a partir de uma pesquisa intitulada “Relatos de vida de agricultores como elo para uma Educação Ambiental Crítica”, construída com “histórias de vida” de agricultores familiares. A pesquisa tem como horizonte a desconstrução da Educação Ambiental Conservadora, persistente na escola, para a construção de uma Educação Ambiental Crítica. Desse estudo, veio a proposta de elaboração de um material didático que apresentasse a reconstrução histórica dos trabalhadores do município de Paty do Alferes, do Sul fluminense, também conhecido como a “Terra do Tomate”. A metodologia utilizada foi a de “história de vida”, onde buscou-se apreender as vivências dos trabalhadores. Um questionário-roteiro foi composto com perguntas fechadas para a caracterização dos agricultores e numa segunda fase vieram as perguntas abertas. Foram entrevistados 14 trabalhadores, escolhidos segundo dois critérios: senioridade e reputação. Pode-se observar nos relatos deles que, desde a sua infância, a falta de práticas sustentáveis e a ausência de orientações e técnicas adequadas contribuiu à degradação da natureza (por uso indiscriminado de agrotóxicos, que contaminou o solo e os mananciais hídricos; pelos intensos processos de desmatamento resultado da agricultura itinerante; tipo de uso do solo que aumentou a erosão; etc.). Paradoxalmente, isso não evitou o empobrecimento dos agricultores, em função dos insucessos na comercialização da colheita ocasionados pelos constantes preços baixos do mercado. A falta de garantias na produção levou muitos agricultores a abandonarem a atividade agrícola e procurarem outras oportunidades de trabalho. O produto educacional intenciona contar essa história rever práticas e tomar novos rumos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Paulo Ferreira de Souza, Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências do Instituto Federal do Rio de Janeiro.
Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências do Instituto Federal do Rio de Janeiro.
Publicado
09-10-2015
Como Citar
Souza, M. P. F. de, & Bomfim, A. M. do. (2015). A vida de agricultores e o meio ambiente: revendo a educação ambiental diante do trabalho (Tripalium). Revista Polyphonía, 26(1), 53-68. https://doi.org/10.5216/rp.v26i1.37977