A formação humana na adolescência numa perspectiva do não uso de drogas

  • Márcia Maria Rodrigues Tabosa Brandão Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Resumo

Este artigo apresenta uma experiência desenvolvida durante as atividades de Orientação Educacional em uma turma do 9º ano no Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Pernambuco, composta de 30 adolescentes de ambos os sexos. O tema “Drogas na Adolescência” é abordado na perspectiva do desenvolvimento integral do aluno e do processo de formação humana na escola, enfatizando a valorização do indivíduo e as relações estabelecidas nos grupos sociais de referência. Relaciona as metas formativas da Orientação Educacional aos pressupostos e objetivos norteadores da Política Nacional sobre Drogas, destacando as diretrizes que objetivam a prevenção. As atividades de dinâmica de grupo, desenvolvidas semanalmente, em seis encontros, avançaram para além da discussão sobre os tipos de drogas e os efeitos do seu uso, priorizando o desenvolvimento de competências e valores que favoreçam aos adolescentes uma tomada de consciência frente aos fatores de riscos e de proteção relacionados ao uso de drogas. A experiência favoreceu o aprofundamento da temática abordada, a valorização da orientação familiar, o questionamento das informações veiculadas nas diferentes mídias, o exercício do diálogo em sala de aula, o estabelecimento de novas relações e de autonomia em relação ao conhecimento no que se refere ao uso das drogas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Márcia Maria Rodrigues Tabosa Brandão, Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).
Pedagoga do Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).
Publicado
24-02-2015
Como Citar
Brandão, M. M. R. T. (2015). A formação humana na adolescência numa perspectiva do não uso de drogas. Revista Polyphonía, 24(1), 117-134. https://doi.org/10.5216/rp.v24i1.34128