Filosofia para adolescentes: uma proposta de inclusão da filosofia no ensino fundamental

  • Márcio Divino de Oliveira

Resumo

O presente artigo tem o objetivo de debater a importância da inclusão da filosofia no 9º ano do ensino fundamental. A análise da educação na atualidade demonstra que se vivem tempos de profundas crises e transformações. Com a inserção da filosofia no ensino médio, os alunos têm tido um contraponto, horizonte de sentido para vencer essas crises. Todavia não se pode afirmar o mesmo do ensino fundamental; falta uma legislação nacional específica que garanta a filosofia nessa fase da educação básica. As conclusões da pesquisa permitem compreender que diante do impasse da presença da filosofia no ensino fundamental apresenta-se como alternativa legal para a inserção dessa disciplina nesse setor da educação a proposta de trabalho com projetos interdisciplinares, tendo como norte os seguintes eixos: a) Filosofia para um pensar crítico e autônomo; b) Filosofia para uma práxis democrática e cidadã; c) Filosofia para uma vivência ética e ecológica na sociedade. A pesquisa é de natureza qualitativa, de finalidade básica e tipo descritiva. Quanto à estratégia e procedimentos metodológicos de coleta de dados orienta-se pela análise bibliográfica. Em relação aos referenciais teóricos, apoia-se no enfoque histórico-cultural.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Márcio Divino de Oliveira
Filósofo, especialista em psicopedagogia e metodologia do ensino fundamental; mestre em ciências da religião.
Publicado
09-02-2015
Como Citar
Oliveira, M. D. de. (2015). Filosofia para adolescentes: uma proposta de inclusão da filosofia no ensino fundamental. Revista Polyphonía, 23(2), 171-186. https://doi.org/10.5216/rp.v23i2.33920