Possibilidades e alternativas para o ensino de filosofia: (de)formar professores

  • Rogério A. de Mello Basali UnB

Resumo

Apresenta ações com o objetivo de problematizar a formação dos professores de filosofia, a partir de uma análise das experiências recentes vinculadas aos processos de formação de professores de filosofia na Universidade de Brasília. Parece relevante para essa análise distinguir entre os campos de ação e tipos de resultados aferidos nessas ações e em seus respectivos campos. Primeiramente é pensada a experiência no campo da formação continuada de professores e, posteriormente, a experiência em relação ao campo de ação vinculado exclusivamente à formação inicial de professores. A estratégia utilizada nos projetos e experiências em ambos os campos foi a da desconstrução de objetos, objetivos e objetividades, vinculada às experimentações de práticas singularizantes, por ora denominada como “(de)formação” de professores, num sentido mais próximo ao de “trans-formação”, ou de mudança da forma.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rogério A. de Mello Basali, UnB
Professor no Departamento de Filosofia da Universidade de Brasília.
Publicado
09-02-2015
Como Citar
Basali, R. A. de M. (2015). Possibilidades e alternativas para o ensino de filosofia: (de)formar professores. Revista Polyphonía, 23(2), 161-170. https://doi.org/10.5216/rp.v23i2.33918