História e documentários: Reflexões para o uso em sala de aula

  • Eric de Sales

Resumo

Não há consenso se o uso de documentários em sala de aula é uma forma de mostrar a “verdade” para os alunos. A polêmica vem uma vez que existe consenso de que esse gênero fílmico retrata a “realidade como ela é”. Este artigo, que surgiu das discussões, como docente, com a professora doutora Diva do Couto Gontijo Muniz, da disciplina Prática de Ensino 01, na Universidade de Brasília, busca apresentar algumas reflexões de como desenvolver o uso de documentários em sala de aula. A proposta é analisar as películas mediante um olhar crítico, compreendendo que há subjetividades nas abordagens – como a visão do diretor, a perspectiva do roteirista, a escolha das falas e das imagens. Sob este ponto de vista, fornecer aos alunos subsídios para entender a produção cinematográfica cumprindo, assim, um dos pontos tão almejados pela atual política educacional brasileira: tornar o aluno cidadão crítico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eric de Sales
Técnica em Assuntos Educacionais do Setor de Apoio à Ação Pedagógica do Cepae/UFG
Publicado
11-05-2010
Como Citar
de Sales, E. (2010). História e documentários: Reflexões para o uso em sala de aula. Revista Polyphonía, 20(2), 247. https://doi.org/10.5216/rp.v20i2.9866
Seção
Artigos