O POTENCIAL DA COREMÁTICA NO ENSINO POR INVESTIGAÇÃO EM GEOGRAFIA

Autores

Palavras-chave:

ensino de Geografia, raciocínio geográfico, coremas, situação geográfica

Resumo

Este trabalho desenvolvido junto a estudantes do Ensino Médio da rede pública estadual de Minas Gerais se debruça sob a potencialidade de sequências didáticas, que tenha na investigação, na metodologia ativa e na apropriação das linguagens geográficas caminhos para a aprendizagem. Aqui foram reunidas experiências e interpretações, visando contribuir para a reflexão sobre a estruturação da prática pedagógica, a partir de situações geográficas voltadas à construção de raciocínios geográficos, buscando a consolidação de um olhar geográfico voltado à interpretação de espacialidades (CORRÊA, 2018). A análise dos dados se deu em diálogo com os princípios da aprendizagem elaborados por Bloom (1956) e Vygotsky (1984). Pelas bases para o raciocínio geográfico postas por Roque Ascenção e Valadão (2014) e os pressupostos teóricos da coremática de Brunet (1986)  investigou-se se o uso da coremática como artificio de aprendizagem impulsiona a construção de raciocínios geográficos. Percebeu-se que o uso de coremas na Educação Básica requer filtragem pedagógica e atenção ao caráter processual de assimilação de novas linguagens. O seu caráter multimodal favoreceu o estudo exploratório das situações geográficas na sua multifacetabilidade e se mostrou um meio mediacional potente para o desenvolvimento e a expressão de raciocínios geográficos.

Biografia do Autor

Diego Martins da Cruz, Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais, Minas Gerais, Brasil

Professor da Educação Básica em Geografia pelo Estado em Minas Gerais. Mestre e graduado em Geografia pela Universidade Federal de Minas Gerais (2016). Doutorando no programa de pós graduação em Geografia da UFMG, na linha de pesquisa: Cultura, ecologia, política e educação geográfica. Desenvolve, através do Grupo de Estudos em Ensino e Pesquisa em Geografia (GEPEGEO), atividades extensionistas voltadas à formação de professores de Geografia atuantes no nível básico de ensino e atividades de pesquisa em práticas de ensino em Geografia.

Endereço Profissional: Escola Estadual Artur Joviano - Rua Euclásio, 201 - Santa Efigênia, Belo Horizonte - MG, 30260-220

E-mail: diego.martins.cruz@educacao.mg.gov.br

Valéria de Oliveira Roque Ascenção, Universidade Federal de Minas Gerais, Minas Gerais, Brasil

Graduação em Geografia pela Universidade Federal de Minas Gerais (1991), mestrado em Faculdade de Educação- FAE/UFMG (2003) (conceito 7 CAPES) e doutorado em Geografia e Análise Ambiental (conceito 6 Capes) pelo Instituto de Geociências/UFMG (2009). Atualmente é Professor Associado I no curso de Geografia do IGC/UFMG. Atua como professora e pesquisadora colaboradora junto ao Núcleo de Ensino e Pesquisas em Educação Geográfica - NEPEG (IESA/UFG).

Endereço Profissional: Av. Pres. Antônio Carlos, 6627 - Pampulha, Belo Horizonte - MG, 31270-901.

E-mail: valeriaroque@gmail.com

Downloads

Publicado

06-08-2021

Edição

Seção

Artigos