Reconstruindo a memória: o retorno do mito da Corriveau em La cage, de Anne Hébert

Lílian Virgínia Pôrto ; Ofir Bergemann de Aguiar

Resumo


Este trabalho investiga a ocorrência do mito da Corriveau na tradição doQuebec, de modo a verificar em que medida a leitura que Anne Hébert faz dessafigura difere daquela oferecida, sobretudo, pelos textos de autoria masculina.Enfoca-se o destino histórico, mítico e literário da Corriveau pelo panoramade diferentes modos de sua representação e, em seguida, pela análise de trêsobras literárias: Les Anciens Canadiens (1867), de Philippe A. de Gaspé; UneRelique (1898), de Louis Fréchette, e La Cage (1990), de Anne Hébert.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5216/sig.v22i1.12735

Creative Commons License

 

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.revistas.ufg.br

Visitantes: contador de visitas

INDEXAÇÕES E BASES BIBLIOGRÁFICAS

 

 

 

EBSCO


<JURN

LATINDEX

DIADORIM IBICT

PORTAL DE PERIÓDICOS DA CAPES

DIALNET

 

Apoio:

PRPG/UFG e CEGRAF/UFG

Associado a: