Ethos de empreendedor e cenografia de coaching em uma peça publicitária

Autores

  • Lucas Martins Gama Khalil Universidade Federal de Rondônia (UNIR), Porto Velho, Rondônia, Brasil. E-mail: lucas.khalil@unir.br https://orcid.org/0000-0002-5690-3271

DOI:

https://doi.org/10.5216/sig.v34.70062

Palavras-chave:

Ethos. Discurso. Cenografia. Publicidade.

Resumo

Este artigo analisa um comercial televisivo de um veículo, focalizando a produção da imagem de enunciador e a constituição da cena de enunciação. A base teórica é a Análise do Discurso, a partir de estudos de Dominique Maingueneau (2011, 2015a, 2020) sobre ethos e cenografia. Metodologicamente, parte-se do pressuposto de que analisar o discurso é um exercício que engendra a alternância entre descrição e interpretação, de modo não aleatório, na medida em que tal movimento se funda na imbricação entre os textos e suas condições sócio-históricas de produção. Desenvolveu-se a hipótese de que a peça publicitária se apoia em uma representação valorizada, a do empreendedor. Quanto à cena de enunciação, concluiu-se que a relação imposta pela cena publicitária (empresa-consumidor) é movida a um plano secundário, pois o enunciatário da propaganda entra em contato com uma cenografia que simula a cena de fala característica do coaching.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AMOSSY, Ruth. O ethos na intersecção das disciplinas: retórica, pragmática, sociologia dos campos. In: AMOSSY, Ruth (org.). Imagens de si no discurso. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2013. p. 9-28.

AMOSSY, Ruth. Argumentação no Discurso. São Paulo: Contexto, 2018.

BRASIL. Câmara dos Deputados. Projeto de Lei nº 5530, de 17 de junho de 2019. Dispõe sobre o reconhecimento da profissão de coach, da prática da metodologia do Coaching e dá outras providências. Brasília: Câmara dos Deputados, 2019.

DUCROT, Oswald. O dizer e o dito. Campinas: Pontes, 1987.

FERREIRA, Marcos Aurélio de Araújo. Coaching: um estudo exploratório sobre a percepção dos envolvidos: organização, executivo e coach. 2008. 132 f. Dissertação (Mestrado em Administração) – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008.

FORD Ranger 2017 - Comercial de 2016. [S. l.: s.n.], 2017. 1 vídeo (45s). Publicado pelo canal Gustavo Mendonça Land. Disponível em: https:// www.youtube.com/watch?v=BQuEUIYgRkQ. Acesso em: 20 nov. 2021.

FOUCAULT, Michel. A Coragem da Verdade: o governo de si e dos outros II: curso no Collège de France. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

HAMMAM, Trent. Neoliberalismo, governamentalidade e ética. Ecopolítica, São Paulo, v. 1, n. 3, p. 99-133, 2012.

HARVEY, David. O neoliberalismo: história e implicações. São Paulo: Edições Loyola, 2008.

INSTITUTO BRASILEIRO DE COACHING. O que é coaching. Disponível em: https://www.ibccoaching.com.br/portal/coaching/o-que-e-coaching/. Acesso em: 29 nov. 2021. KERBRAT-ORECCHIONI, Catherine. La conversation. Paris: Seuil, 1996.

LIRA, Vinícius Costa; SILVA, Francisco Vieira da. O avesso do coach: uma análise discursiva de postagens da página Dicas Anti-Coach no Facebook. Revista de Estudos do Discurso, Imagem e Som, Rio de Janeiro, v. 6, n. 2, p. 182-216, 2021.

MAINGUENEAU, Dominique. A propósito do ethos. In: MOTTA, Anna Raquel;

SALGADO, Luciana. (Org.). Ethos discursivo. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2015a. p. 11-29.

MAINGUENEAU, Dominique. Discurso e análise do discurso. São Paulo: Parábola Editorial, 2015b.

MAINGUENEAU, Dominique. Ethos, cenografia e incorporação. In: AMOSSY, Ruth (org.). Imagens de si no discurso. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2013. p. 69-92.

MAINGUENEAU, Dominique. Frases sem texto. São Paulo: Parábola Editorial, 2014.

MAINGUENEAU, Dominique. Análise de textos de comunicação. 6. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

MAINGUENEAU, Dominique. Doze conceitos em Análise do Discurso. São Paulo: Parábola Editorial, 2010.

MAINGUENEAU, Dominique. Gênese dos Discursos. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

MAINGUENEAU, Dominique. Variações sobre o ethos. São Paulo: Parábola Editorial, 2020.

PÊCHEUX, Michel. Análise automática do discurso. In: GADET, Françoise; HAK, Tony: Por uma análise automática do discurso: uma introdução à obra de Michel Pêcheux. Campinas: Editora da Unicamp, 1997a. p. 61-161.

PÊCHEUX, Michel. Semântica e discurso: uma crítica à afirmação do óbvio: Campinas: Editora da Unicamp, 1997b.

ROCHA, Maria Eduarda da Mota. O canto da sereia: notas sobre o discurso neoliberal na publicidade brasileira pós-1990. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v. 22, n. 64, p. 81-91, 2007.

SALLES, Wagner et al. O cano do coaching: uma análise crítica sobre os aspectos discursivos do triunfo ágil difundido no Brasil. Revista Eletrônica Gestão e Sociedade, Belo Horizonte, v. 13, n. 36, p. 3231- 3260, 2019.

STAFUZZA, Grenissa; PEREIRA, Maximiano. Sentidos do discurso coaching financeiro no enunciado vídeo publicitário ‘Meu nome é Bettina’ e possibilidade de cotejo. Revista de Estudos da Linguagem, Belo Horizonte, v. 29, n. 3, p. 1685-1716, 2021.

TAVARES, Larissa Ferreira. Em busca da melhor versão contra si mesmo: sobre o coaching, a verdade e o governo pela liberdade no neolibe- ralismo. 2021. 151f. Tese (Doutorado em Administração) – Centro SócioEconômico, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2021.

THIRY-CHERQUES, Hermano. Bourdieu: a teoria na prática. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 40, n. 1, p. 27-55, 2006.

Downloads

Publicado

2022-03-21

Como Citar

KHALIL, L. M. G. Ethos de empreendedor e cenografia de coaching em uma peça publicitária. Signótica, Goiânia, v. 34, 2022. DOI: 10.5216/sig.v34.70062. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/sig/article/view/70062. Acesso em: 26 jun. 2022.

Edição

Seção

Estudos Linguísticos