Morte do duplo, morte de si: o suicídio em três narrativas góticas do século 19

Palavras-chave: Suicídio, Duplo, Narrativas góticas

Resumo

Este artigo tem por objetivo analisar como o suicídio é representado nas narrativas O retrato de Dorian Gray, de Oscar Wilde, O estranho caso de Dr. Jekyll e mr. Hyde, de robert louis stevenson, e “William Wilson”, de Edgar Allan Poe, considerando que todas as três apresentam situações sobrenaturais, relacionadas à figura do duplo. Além de observar essa profunda relação entre a morte voluntária e o duplo em termos de narrativa, procuraremos também desenvolver uma discussão mais contextual sobre o tema do suicídio no século 19. O referencial teórico será fornecido por Bravo (2005) e Benyon-Payne (2015), entre outros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Willian André, Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR). Campo Mourão, Paraná, Brasil

Professor Adjunto, Colegiado de Letras, Universidade Estadual do Paraná

Referências

ALVAREZ, Alfred. O deus selvagem: um estudo do suicídio. Trad. Sonia Moreira. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.

BENYON-PAYNE, Danielle Margaret Ramsey. The Suicide Question in Late Victorian Gothic Fiction: Representations of suicide

in their historical, cultural and social contexts. Leicester: University of Leicester, 2015.

BORGES, Jorge Luis. Curso de literatura inglesa. Trad. Eduardo Brandão. Organização, pesquisa e notas: Martín Arias e Martin Hadis. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

BRAVO, Nicole Fernandez. O duplo. In: BRUNEL, Pierre (Org.). Dicionário de mitos literários. 4. ed. Trad. Carlos Sussekind, Jorge Laclette, Maria Thereza Rezende Costa, Vera Whately. Rio de Janeiro: José Olympio, 2005, p. 261-287.

CUDDON, J. A. The Penguin Dictionary of Literary Terms and Literary Theory. London: Penguin, 1998.

FISHER, Benjamin Franklin. Poe and the Gothic Tradition. In: HAYES, Kevin J. (Ed.) The Cambridge Companion to Edgar Allan

Poe. Cambridge: Cambridge University Press, 2004, p. 72-91.

FREUD, Sigmund. O inquietante. In: FREUD, Sigmund. Obras completas. v. 14 (1917-1920). Trad. Paulo César de Souza. São

Paulo: Companhia das Letras, 2010, p. 328-376.

POE, Edgar Allan. William Wilson. In: POE, Edgar Allan. Histórias extraordinárias. Seleção, Apresentação e Trad. José Paulo Paes.

São Paulo: Companhia das Letras, 2008, p. 234-253.

ROAS, David. La amenaza de lo fantástico. In: ROAS, David (Org.). Teorías de lo fantástico. Madrid: Arco/Libros: 2001, p. 7-44.

SHELLEY, Mary. Frankenstein. Trad. Márcia Xavier de Brito, Carlos Primati. Ilustrações: Pedro Franz. Rio de Janeiro: DarkSide Books, 2017.

STENGEL, Erwin. Suicide & Attempted Suicide. Harmondsworth: Penguin, 1964.

STEVENSON, Robert Louis. O clube do suicídio. In: STEVENSON, Robert Louis. O clube do suicídio e outras histórias. Trad. Andréa Rocha. São Paulo: Cosac Naify, 2011a, p. 49-148.

STEVENSON, Robert Louis. O estranho caso de Dr. Jekyll e Mr. Hyde. In: STEVENSON, Robert Louis. O clube do suicídio e outras histórias. Trad. Andréa Rocha. São Paulo: Cosac Naify, 2011b, p. 149-247.

WILDE, Oscar. O retrato de Dorian Gray. Trad. José Eduardo Ribeiro Moretzsohn. Porto Alegre: L&PM, 2012.

Publicado
24-03-2020
Como Citar
André, W., & Oliveira, A. P. (2020). Morte do duplo, morte de si: o suicídio em três narrativas góticas do século 19. Signótica, 32. https://doi.org/10.5216/sig.v32.58553
Seção
Estudos Literários