Arte e política

a eficácia estética

  • Hermenegildo Bastos Universidade de Brasília (UnB), Brasília, Goiás, Brasil
Palavras-chave: Arte e política em Lukács, Dialética sujeito/objeto, Eficácia da obra

Resumo

Neste trabalho discuto a noção de “eficácia da obra” como aparece na Estética da maturidade de Lukács, a obra deve conter em si a possibilidade de orientar o receptor, e essa orientação consiste em um mapeamento da realidade social e na apresentação de um guia para a ação. Nada disso se faz como se fosse a defesa de uma tese, mas como a figuração de destinos humanos concretos. A questão que então se coloca é: se nada disso depende da mera intenção do criador nem do receptor, o que torna possível esse posicionamento?

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Hermenegildo Bastos, Universidade de Brasília (UnB), Brasília, Goiás, Brasil

Doutorado em Letras (Teoria Literária e Literatura Comparada) pela Universidade de São Paulo (USP), São Paulo Brasil. Professor Titular da Universidade de Brasília (UNB), Brasília, Brasil. 

Publicado
10-04-2019
Como Citar
Bastos, H. (2019). Arte e política. Signótica, 31. https://doi.org/10.5216/sig.v31.56733
Seção
Seção Temática