Questões de método: contribuição sartriana para a teoria e crítica literárias materialistas

Palavras-chave: Jean-Paul Sartre, Questões de método, Crítica da razão dialética, Mediação, Objetivação

Resumo

Jean-Paul Sartre, materialista em sua última e mais radical fase, desenvolveu tanto em Questões de método quanto em Crítica da razão dialética, pressupostos teóricos de elaborada pertinência para uma crítica literária marxista. Trata-se de acompanhar as consequências formais do processo social em sua amplitude e profundidade geométricas, lançando mão de uma “hierarquia de mediações”, só passível de reconstrução a partir de “disciplinas auxiliares” modernas, tais quais a sociologia e a psicanálise. A proposição do diálogo, heterodoxa, renova a sondagem marxista das superestruturas, conquanto também conserve traços da filosofia existencial sartriana pregressa. Veremos os dilemas e limites de tal itinerário.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriel Estides Delgado, Universidade de Brasília (UNB), Brasília, Distrito Federal, Brasil.

Pesquisador de pós-doutorado (CAPES/PNPD) vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Literatura da Universidade de Brasília. Doutor em Literatura (UnB).

Referências

BOURDIEU, Pierre. [1992]. As regras da arte: gênese e estrutura do campo literário. Tradução Miguel Serras Pereira. Lisboa: Presença, 1996.

CARDOSO, Fernando Henrique. [1962]. Capitalismo e escravidão no Brasil meridional: o negro na sociedade escravocrata do Rio Grande do Sul. 4. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1997.

CHIODI, Pietro. Sartre e il marxismo. Milão: Feltrinelli, 1965.

DELGADO, Gabriel Estides. Poéticas da desigualdade social na literatura brasileira contemporânea. 2018. 269 f. Tese (Doutorado em Literatura) – Instituto de Letras, Universidade de Brasília, Brasília, 2018.

JAMESON, Fredric. [1971]. Marxismo e forma: teorias dialéticas da literatura no século XX. Tradução Iumna Maria Simon, Ismail Xavier e Fernando Oliboni. São Paulo: Hucitec, 1985.

______. [1961]. Sartre: the origins of a style. New York: Columbia University Press, 1984.LUKÁCS, György. [1948]. Existencialismo ou marxismo? Tradução e apresentação José Carlos Bruni. São Paulo: Senzala, 1967a.

______. [1923]. História e consciência de classe: estudos sobre a dialética marxista. Tradução Rodnei Nascimento. Revisão da tradução Karina Jannini.São Paulo: Martins Fontes, 2003a.

______. [1960]. Nota do autor. In: ______. Existencialismo ou marxismo? Tradução e apresentação José Carlos Bruni. São Paulo: Senzala, 1967b. p. 13-14.

______. [1967]. Prefácio. In: ______. História e consciência de classe: estudos sobre a dialética marxista. Tradução Rodnei Nascimento. Revisão da tradução Karina Jannini. São Paulo: Martins Fontes, 2003b. p. 1-50.

MARX, Karl. [1859]. Contribuição à crítica da economia política. Tradução e introdução Florestan Fernandes. 2. ed. São Paulo: Expressão Popular, 2008.

______. [1932]. Manuscritos econômico-filosóficos. Tradução e notas Jesus Ranieri. São Paulo: Boitempo, 2004.

SARTRE, Jean-Paul. [1960]. Crítica da razão dialética: precedido por Questões de método. Tradução Guilherme João de Freitas Teixeira. Texto estabelecido e anotado por Arlette Elkaïm-Sartre. Apresentação Gerd Bornheim. Rio de Janeiro: DP&A, 2002c.

______. [1957]. Questões de método. In: ______. Crítica da razão dialética: precedido por Questões de método. Tradução Guilherme João de Freitas Teixeira. Texto estabelecido e anotado por Arlette Elkaïm-Sartre. Apresentação Gerd Bornheim. Rio de Janeiro: DP&A, 2002a. p. 19-123.

______. [1960]. Prefácio. In: ______. Crítica da razão dialética: precedido por Questões de método. Tradução Guilherme João de Freitas Teixeira. Texto estabelecido e anotado por Arlette Elkaïm-Sartre. Apresentação Gerd Bornheim. Rio de Janeiro: DP&A, 2002b. p. 13-15.

______. [1971/1988]. O idiota da família – Gustave Flaubert de 1821 à 1857. Tradução Julia da Rosa Simões. Porto Alegre: L&PM, 2013. (v. 1).

______. [1971/1988]. O idiota da família – Gustave Flaubert de 1821 à 1857. Tradução Ivone C. Benedetti. Porto Alegre: L&PM, 2014. (v. 2).

______. [1971/1988]. O idiota da família – Gustave Flaubert de 1821 à 1857.Tradução Ivone C. Benedetti. Porto Alegre: L&PM, 2015. (v. 3). SINNERBRINK, Robert. [2007]. Hegelianismo. Tradução Fábio Creder. Petrópolis: Vozes, 2017.

TERTULIAN, Nicolas. [2005]. Da inteligibilidade da história. Tradução Antônio José Lopes Alves. Verinotio, n. 14, p. 71-78, 2012. Disponível em: <http://www.verinotio.org/conteudo/0.73244376548794.pdf>. Acesso em: 10 ago. 2018

Publicado
10-04-2019
Como Citar
Delgado, G. (2019). Questões de método: contribuição sartriana para a teoria e crítica literárias materialistas. Signótica, 31. https://doi.org/10.5216/sig.v31.54644
Seção
Dossiê