Escravos, republicanos e imprensa política em O continente

  • Marcio Miranda Alves Universidade de Caxias do Sul (UCS), Caxias do Sul, Rio Grande do Sul
Palavras-chave: Imprensa política, Erico Verissimo, Literatura brasileira.

Resumo

As principais agitações políticas que ocorrem no Brasil no final do século XIX estão no centro das ações do episódio “Ismália Caré”, na trilogia O tempo e o vento, de Erico Verissimo. Em Santa Fé, as personagens participam ativamente das campanhas pela abolição dos escravos e a implantação da República. Nesse contexto, a família Cambará funda o jornal “O Democrata” para fazer propaganda de seus ideais e, somado a isso, recebe orientações da doutrina republicana pelos textos do jornal “A Federação”. Neste ensaio analisa-se a representação literária desses eventos históricos e procura-se mostrar como a leitura e a produção de jornais estão relacionadas à formação ideológica das personagens e à configuração da narrativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcio Miranda Alves, Universidade de Caxias do Sul (UCS), Caxias do Sul, Rio Grande do Sul
Bolsista Capes/PNPD na Universidade de Caxias do Sul (UCS), Caxias do Sul, Rio Grande
do Sul, Brasil. E-mail: mirandaalvesm@gmail.com
Publicado
22-12-2015
Como Citar
Alves, M. M. (2015). Escravos, republicanos e imprensa política em O continente. Signótica, 27(1), 99-124. https://doi.org/10.5216/sig.v27i1.33721
Seção
Artigo