Espaço biográfico na biobibliografia de Bakthin: quatro espirais de um pensamento sinuoso

Autores

  • André Luis Mitidieri UESC Universidade Estadual de Santa Cruz

DOI:

https://doi.org/10.5216/sig.v24i2.17013

Palavras-chave:

Biobibliografia, Discurso e Representação, Espaço Biográfico, Mikhail Bakhtin.

Resumo

Neste trabalho, situamos textos nos quais podemos encontrar as formulações do pensador russo Mikhail Bakhtin sobre o “Espaço biográfico”, ou seja, acerca das formas e dos gêneros (auto)biográficos, assim como dos diálogos que essas modalidades discursivas firmam com o gênero romanesco. Depois de apresentarmos uma espécie de biobibliografia de Bakhtin, sublinhamos os pontos fundamentais de sua reflexão, no que respeitam ao lugar e às articulações das “territorialidades (auto)biográficas”. Finalmente, discutimos a implicação dos tópicos mencionados para os estudos contemporâneos de literatura e linguística.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Luis Mitidieri, UESC Universidade Estadual de Santa Cruz

Professor de literaturas hispânicas na Universidade Estadual de Santa Cruz. Docente efetivo de Literatura e História no Mestrado em Letras - Linguagens e Representações - da UESC e docente-colaborador junto ao Mestrado em Letras - Literatura Comparada - da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI-FW)

Downloads

Publicado

24-09-2012

Como Citar

Mitidieri, A. L. (2012). Espaço biográfico na biobibliografia de Bakthin: quatro espirais de um pensamento sinuoso. Signótica, 24(2), 385–403. https://doi.org/10.5216/sig.v24i2.17013

Edição

Seção

Artigo