Administração ou escravidão indígena? O que dizem os documentos coloniais goianos

Autores

  • Vanessa Regina Duarte Xavier

DOI:

https://doi.org/10.5216/sig.v22i2.13617

Resumo

Este trabalho objetiva demonstrar que a filologia e a história são camposconfinantes, complementando-se mutuamente (Bue no, 1967). Para tanto,apresentamos alguns trechos da edição de documentos goianos do séculoXVIII e sua análise histórica e cultural, com base em Palacín (1976), Flexor(2001) e Salles (1992). Interessaram-nos, sobretudo, os documentos queabordam o embate entre índios e colonizadores em Goiás no período colonial,especialmente durante o ciclo do ouro. Nesse intuito, inventariamos, nosdocumentos referidos, os itens lexicais mais representativos dessa temática, osquais, implícita ou explicitamente, deixam entrever a escravização indígena,sob o rótulo de administração.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-03-22

Como Citar

XAVIER, V. R. D. Administração ou escravidão indígena? O que dizem os documentos coloniais goianos. Signótica, Goiânia, v. 22, n. 2, p. 465–478, 2011. DOI: 10.5216/sig.v22i2.13617. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/sig/article/view/13617. Acesso em: 18 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigo