Interdito e silêncio: uma abordagem no quadrado das oposições

Autores

  • Fabio Elias Verdiani Tfouni

DOI:

https://doi.org/10.5216/sig.v22i2.13611

Resumo

O presente trabalho, situado no campo da análise do discurso de Pêcheux, numainterface com a psicanálise, trata o interdito e o silêncio como constitutivos efundadores do discurso. Resumidamente, afirmamos que para que seja possívelque se diga algo é preciso que não se diga tudo. Fazemos uma abordagemdessas questões com base nas modalidades aléticas da lógica aristotélica. Paratal tarefa, tratamos a questão do dizer a partir do quadrado lógico aristotélico.Propusemos e construímos um quadrado do dito e da enunciação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-03-22

Como Citar

TFOUNI, F. E. V. Interdito e silêncio: uma abordagem no quadrado das oposições. Signótica, Goiânia, v. 22, n. 2, p. 343–355, 2011. DOI: 10.5216/sig.v22i2.13611. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/sig/article/view/13611. Acesso em: 18 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigo