Formação de professores de libras (L2) com foco nos gêneros sinalizadores: uma experiência de extensão universitária

Autores

  • Conceição de Maria Costa Saúde Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Campina Grande, Paraíba, Brasil, prof.conceicaosaude@gmail.com https://orcid.org/0000-0002-5664-5743
  • Niédja Maria Ferreira de Lima Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Campina Grande, Paraíba, Brasil, niedjafl@yahoo.com.br https://orcid.org/0000-0003-1289-2002

DOI:

https://doi.org/10.5216/revufg.v21.66733

Resumo

Neste texto, relatamos a experiência vivenciada no projeto de extensão “Ensino de Libras como L2: formação de professores de Libras”- UFCG/PROBEX 2018, que teve como objetivo maior promover a formação de docentes surdos e discentes de Letras Libras (surdos e ouvintes) para o ensino de Libras como L2, respaldadas no interacionismo sóciodiscusivo e na educação bilíngue para surdos. Para isso, apresentamos as ações desenvolvidas: estudos teóricos; vídeos com gêneros sinalizadores do PROBEX 2017; e propostas de didatização dos gêneros elaboradas pelos extensionistas para o ensino de Libras como L2. Acreditamos que esse processo formativo contribuiu para redimensionar suas concepções e práticas pedagógicas de ensino de Libras (L2).

Palavras-chave: Extensão na UFCG. Educação de surdos. Formação de Professores Libras (L2). Gêneros Sinalizadores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

13-04-2021

Como Citar

Saúde, C. de M. C. ., & Lima, N. M. F. de . (2021). Formação de professores de libras (L2) com foco nos gêneros sinalizadores: uma experiência de extensão universitária. Revista UFG, 21(27). https://doi.org/10.5216/revufg.v21.66733

Edição

Seção

Artigos