Perspectiva social e abordagem crítica dos multiletramentos na cibercultura

Autores

  • Terezinha Fernandes Martins de Souza Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Cuiabá, Mato Grosso, Brasil, terezinha.ufmt@gmail.com https://orcid.org/0000-0002-1040-424X
  • Dulce Márcia Cruz Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, dulce.marcia@gmail.com http://orcid.org/0000-0001-7055-0137
  • Edméa Santos Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil, edmea.baiana@gmail.com http://orcid.org/0000-0003-4978-9818

DOI:

https://doi.org/10.5216/revufg.v20.63266

Resumo

Este artigo tem como objetivos compreender os princípios teóricos da perspectiva social e da abordagem crítica dos letramentos pelo viés do modelo ideológico proposto por Street (2014), além de refletir sobre as perspectivas e os desafios dos multiletramentos na cibercultura. O estudo teórico representa o esforço de apontar os elementos constitutivos dos multiletramentos na cultura contemporânea: práticas sociais, eventos de letramentos e práticas comunicativas e suas linguagens, dialogando com práticas ciberculturais na universidade. O estudo mostra que o caráter múltiplo, heterogêneo e multifacetado dos multiletramentos na cibercultura institui práticas sociais e educativas que se relacionam com cultura, poder e discurso, convergindo diversas potencialidades para o desenvolvimento de conhecimentos e saberes críticos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Terezinha Fernandes Martins de Souza, Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Cuiabá, Mato Grosso, Brasil, terezinha.ufmt@gmail.com

Professora Adjunta da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Brasil. Pós-doutoranda em Educação pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) 2020-2021. Doutora em Educação pela UFSC (2012/2016) com Doutoramento Sanduíche na Universidade Aberta (UAb), Portugal (2014/2015). Bolsista Prodoutoral Docente Capes (2012/2013 e 2016) e Bolsista Doutorado SWE CNPq-Ciência sem Fronteiras (2014/2015). Mestre em Educação pela UFMT (2006). Especialista em Formação de Orientadores para EaD pela UFMT (2002) e em Psicopedagogia (2000). Licenciada em Pedagogia (1997). Atua na docência na graduação presencial do Instituto de Educação/UFMT nas áreas de Linguagens (Alfabetização, Letramentos e Literatura Infantil); na graduação a distância no NEAD/UFMT nas disciplinas de Introdução a EaD, Seminário Integrador, Práticas Pedagógicas e Ensino Estágio e Múltiplas Linguagens e no Programa de Pós-graduação em Educação/UFMT, na linha de pesquisa Organização Escolar, Formação e Práticas Pedagógicas, nas disciplinas de Pesquisa em Educação I e II, Seminário Temático e Seminário Avançado. Realiza pesquisas no âmbito da Cultura Digital-Cibercultura na Educação (EaD, online e híbrida), Tecnologias Digitais na Educação, Letramentos Digitais, Multiletramentos e Ciberfeminismos. Atua como pesquisadora no projeto de pesquisa interinstitucional "Políticas de Expansão da Educação a Distância (EaD) no Brasil: Regulação, Qualidade e Inovação em Questão", coordenada pela UFG. É Membro dos Grupos de Pesquisa Edumída/UFSC; Lêtece/UFMT e Gpdoc/UFRRJ.

Dulce Márcia Cruz, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, dulce.marcia@gmail.com

Professora Associada da Universidade Federal de Santa Catarina no Departamento de Metodologia de Ensino (MEN), Universidade Aberta do Brasil e no Programa de Pós-graduação em Educação (PPGE) do Centro de Ciências da Educação (CED). Líder do Grupo de Pesquisa EDUMÍDIA: Educação, Comunicação e Mídias no CNPq. Graduação em Comunicação Social pela Fundação Armando Álvares Penteado, Mestrado em Sociologia Política pela Universidade Federal de Santa Catarina, Doutorado em Engenharia de Produção da Universidade Federal de Santa Catarina.

Edméa Santos, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil, edmea.baiana@gmail.com

Professora Titular-livre da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), do Programa de Pós-graduação em Educação (PPGDUC) e do Programa de Pós-graduação em Educação da UERJ (PROPED). Mestre, Doutora e Pós-doutora em Educação. Professora convidada no Mestrado em Pedagogia do e-learning UAb PT. Líder do grupo de Pesquisa Docência Cibercultura (PpDOC/UFRRJ).

Downloads

Publicado

08-05-2020

Como Citar

Souza, T. F. M. de ., Cruz, D. M., & Santos, E. (2020). Perspectiva social e abordagem crítica dos multiletramentos na cibercultura. Revista UFG, 20(26). https://doi.org/10.5216/revufg.v20.63266

Edição

Seção

Artigos