Inclusão dos surdos no Brasil: do oralismo ao bilinguismo

  • Marlene Barbosa de Freitas Reis Universidade Estadual de Goiás
  • Isadora Cristinny Vieira de Morais Secretaria Municipal de Educação

Resumo

Este artigo trata-se de uma revisão bibliográfica com o objetivo de apresentar uma visão panorâmica da educação dos surdos no Brasil, isto é, como a Educação Inclusiva foi e tem sido (ou não) trabalhada ao longo dos anos. Nesse contexto fez-se um breve percurso em relação à conceituação da inclusão, para, assim, discorrer e analisar acerca das políticas púbicas inclusivas da educação dos deficientes auditivos e de como tais fenômenos interferiram e/ou contribuem para a historicidade educacional dos surdos em âmbito nacional. Para tanto, lançamos mão de documentos legais e autores que desenvolvem estudos nos campos temáticos referentes ao processo de inclusão, tais como Mantoan (2003, 2006), Reis (2013), Lodi (2013), Declaração de Salamanca (1994), Plano Nacional de Educação (2001), entre outros. A análise aponta que a trajetória da educação de pessoas surdas possui historicidade repleta de lutas contra o preconceito e em prol da ratificação dos Direitos Humanos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marlene Barbosa de Freitas Reis, Universidade Estadual de Goiás

Pós-Doutora em Gestão da Informação e Conhecimento pela Universidade do Porto, Portugal. Doutora em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento pela UFRJ. Pedagoga pela UFG. Atualmente é professora
titular da Universidade Estadual de Goiás (UEG). Docente permanente do Programa de Pós- Graduação Interdisciplinar em Educação, Linguagem e Tecnologias (PPG-IEL/UEG/Anápolis) e no curso de Pedagogia da UEG/Campus Inhumas.

Isadora Cristinny Vieira de Morais, Secretaria Municipal de Educação

Graduada em Pedagogia pela Universidade Estadual de Goiás, Câmpus Inhumas. Docente da Educação Básica.

Publicado
14-04-2020
Como Citar
Reis, M. B. de F., & Morais, I. C. V. de. (2020). Inclusão dos surdos no Brasil: do oralismo ao bilinguismo. Revista UFG, 20(26). https://doi.org/10.5216/revufg.v20.62052
Seção
Dossiê - Experiências de enriquecimento mútuo: desde e com a comunidade surda