ERRATA : CORRUZIONE E VIOLENZA SISTEMICHE: RIFLETTENDO SUL RAPPORTO TRA POLITICA E DIRITTO A PARTIRE DA “TANGENTOPOLI”

Autores

  • Sandra Regina Martini Centro Universitário Ritter dos Reis Laureate International Universities
  • Matteo Finco Centro Universitário Ritter dos Reis Laureate International Universities

DOI:

https://doi.org/10.5216/rfd.v43.66397

Resumo

O artigo adota a Teória dos Sistemas Sociais do sociólogo N. Luhmann e fornece um enquadra-
mento dos conceitos de “corrupção sistêmica” e “violência sistêmica”, analisando como os fenômenos que

eles descrevem afetam os subsistemas do direito e da política. A análise dos eventos de “Tangentopoli”
(Itália), conectados à investigação criminal “Mani Pulite”, tenta identificar concretamente as repercussões
no âmbito dos direitos humanos e dos conflitos entre mídia, opinião pública, poderes judiciário e político.
Através de pesquisa bibliográfica e documental e do método hipotético-dedutivo, a corrupção é entendida
não somente como crime, mas como fenômeno social abrangente, que envolve a sociedade como um todo
bem como os cidadãos, entendidos como individuos que no dia dia são chamados para escolhas e açoes

responsáveis. Precisamente por esta referência aos níveis individual e interpessoal da vida social, as consi-
derações feitas também podem se aplicar a contextos diferentes do aqui analisado (Itália).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

28-10-2020

Como Citar

Martini, S. R., & Finco, M. . (2020). ERRATA : CORRUZIONE E VIOLENZA SISTEMICHE: RIFLETTENDO SUL RAPPORTO TRA POLITICA E DIRITTO A PARTIRE DA “TANGENTOPOLI”. Revista Da Faculdade De Direito Da UFG, 43. https://doi.org/10.5216/rfd.v43.66397

Edição

Seção

Artigos Científicos