O Formalismo Jurídico, a Educação Jurídica e a Prática Profissional do Direito na América Latina

  • Daniel Eduardo Bonilla Maldonado Universidad de los Andes
Palavras-chave: Formalismo. Núcleos de Prática. Interesse Público. Educação jurídica. América Latina.

Resumo

Na América Latina, predomina o modelo formalista de ensino jurídico e concepção do direito, que o idealiza como emanação exclusiva da legislação e conjunto de normas piramildamente escalonado e mecanicamente aplicável, sem conjeturas acerca de sua moralidade, ensinado nas faculdades por meio de exposição teórica do conteúdo legal. Este artigo pretende descrever os defeitos do formalismo jurídico e propor a criação e efetivação de núcleos de prática de interesse público, para aprimoramento do aprendizado jurídico e construção de um novo conceito do direito na América Latina, a partir da experiência de imersão social proporcionada pela vivência dos casos práticas na formação jurídica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniel Eduardo Bonilla Maldonado, Universidad de los Andes
Professor Associado de Direito Público e Constitucional da Universidad de los Andes. Autor dos livros “Constitutionalism of the Global South: The Activist Tribunals of India, South Africa, and Colombia”. Cambridge University Press (2013). (ISBN 978-110-703-621-5) e “Función Social de la Propiedad”. Eudeba, 2013. (ISBN 9789502321615).
Como Citar
Bonilla Maldonado, D. (1). O Formalismo Jurídico, a Educação Jurídica e a Prática Profissional do Direito na América Latina. Revista Da Faculdade De Direito Da UFG, 36(2), 101-134. https://doi.org/10.5216/rfd.v36i2.34615
Seção
Artigos Científicos