O STF É O INTÉRPRETA MAIOR.REFLEXÕES ACERCA DO DECISIONISMO

  • Isis Jesus Garcia UFSC
Palavras-chave: direito contemporâneo, Supremo Tribunal Federal, Estado de Exceção,

Resumo

O trabalho tem como objetivo analisar o direito contemporâneo brasileiro, mediante reflexão das decisões do Supremo Tribunal Federal - STF. Pretende-se, portanto, compreender e problematizar a perspectiva dos Ministros a respeito da sua prática decisória. A partir dos documentos verificados, é possível apreender as principais características do direito contemporâneo, bem como descrever o paradigma atual. A análise e descrição dos dados demonstraram o surgimento de um direito líquido, flexível e efêmero. As decisões são compreendidas através de um diálogo metodológico e teórico que consagra tanto os apontamentos de Agamben à respeito do Estado de exceção, bem como uma análise empírica qualitativa através dos documentos catalogados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Isis Jesus Garcia, UFSC
Advogada.Mestre em Direito pela UFSC, área de concentração filosofia e teoria do direito. 
Publicado
06-09-2011
Como Citar
Garcia, I. (2011). O STF É O INTÉRPRETA MAIOR.REFLEXÕES ACERCA DO DECISIONISMO. Revista Da Faculdade De Direito Da UFG, 34(02). https://doi.org/10.5216/rfd.v34i02.10031
Seção
Artigos Científicos