ANÁLISE MULTITEMPORAL DO USO E COBERTURA DO SOLO DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO MEIA PONTE

Autores

  • Vinícius Silva Borges Universidade Federal de Goiás
  • Wellington Nunes de Oliveira UFG/Professor Dedicação Exclusiva

DOI:

https://doi.org/10.5216/reec.v17i1.68192

Palavras-chave:

Geoprocessamento, Bacia Hidrográfica do Meia Ponte, Uso e Cobertura do Solo, MapBiomas, Sistema de Informação Geográfica

Resumo

RESUMO: A Bacia Hidrográfica do Meia Ponte – BHMP está localizada na porção meridional do Estado de Goiás, com uma área de 14.521,8 km², equivalente a 4% da área do Estado. Suas principais sub-bacias são: Ribeirão João Leite, Santa Maria e da Campanha, Rios Dourados e Caldas. Ela possui predominância de áreas de pastagem nas regiões central e extremo norte, enquanto a agricultura domina as porções norte e sul. O objetivo geral desse estudo consistiu em avaliar as mudanças do uso e cobertura do solo da Bacia Hidrográfica do Meia Ponte entre os anos de 1988 e 2018 por meio dos dados da Plataforma MapBiomas.Para obter os mapas de cobertura e uso do solo foram realizados diferentes processos, sendo os principais, a aquisição dos dados na plataforma, processamento e extração de dados para a área de estudo no recorte temporal escolhido. Os resultados demonstraram a redução das áreas verdes e o aumento das áreas relacionadas a atividades antrópicas e ocupação, sendo elas: agropecuária, infraestrutura urbana e barramentos. As APP’s sofreram redução de vegetação nativa e aumento de atividades antrópicas, principalmente a agropecuária. A restauração da BHMP é de extrema importância para o abastecimento público da Região Metropolitana de Goiânia tanto para sua qualidade, quanto para sua quantidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vinícius Silva Borges, Universidade Federal de Goiás

Bacharelando em Engenharia Ambiental e Sanitária da Universidade Federal de Goiás

Referências

AAPAC. Situação Ambiental das Águas da Bacia do Rio Meia Ponte, Goiás. Goiânia: Associação Ambiental Pró-Águas do Cerrado, 2008.

ALMEIDA, C. A. D. et al. Mapeamento do uso e cobertura da terra na Amazônia Legal Brasileira com alta resolução espacial utilizando dados Landsat-5/TM e MODIS. Acta Amazonica, Manaus, v. 46, n. 3, p. 291-302, Julho/Setembro 2016. Disponivel em: <http://www.scielo.br/pdf/aa/v46n3/1809-4392-aa-46-03-00291.pdf>. Acesso em: Outubro 2019.

AMARAL, A. K. N. ESTUDO HIDROSSEDIMENTOLÓGICO EM RIOS DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO MEIA PONTE - GOIÁS, BRASIL. Dissertação (Mestrado) - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS – CIAMB, Goiânia, 2019. 109.

ANA. Plano de Ação de Recursos Hídricos da Unidade de Gestão Hídrica Meia Ponte. Brasília: Agência Nacional das Águas, 2013.

BRASIL. Projeto RADAMBRASIL: Folha SD.22 Goiás; geologia, geomorfologia, pedologia, vegetação e uso potencial da terra. Rio de Janeiro: Ministério das Minas e Energia, 1981. 640 p.

BRASIL. LEI Nº 9.433, DE 8 DE JANEIRO DE 1997: Institui a Política Nacional de Recursos Hídricos, cria o Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos, regulamenta o inciso XIX do art. 21 da Constituição Federal, e altera o art. 1º da Lei nº 8.001, de 13. Brasília: Presidência da República, 1997. Disponivel em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L9433.htm>. Acesso em: Outubro 2019.

CPRM. RADAM-D. Serviço Geológico do Brasil - CPRM, 2019. Disponivel em: <http://www.cprm.gov.br/publique/Geologia/Sensoriamento-Remoto-e-Geofisica/RADAM-D-628.html>. Acesso em: Outubro 2019.

DONADIO, M. M.; GALBIATTI, J. A.; DE PAULA, R. C. Qualidade de água de nascentes com diferentes usos do solo na bacia hidrográfica do Córrego Rico, São Paulo, Brasil. Engenharia Agrícola, Jaboticabal, 25, n. 1, jan/abr 2005. 115-125.

ESTADO DE GOIÁS. PLANOS DE RECURSOS HÍDRICOS DAS UNIDADES DE PLANEJAMENTO E GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS DO ESTADO DE GOIÁS AFLUENTES AO RIO PARANAÍBA: DIAGNÓSTICO DA UPGRH DO RIO MEIA PONTE. Versão 5.0. ed. Goiânia: Secretaria do Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, v. PRODUTO 2, 2020. 326 p. Disponivel em: <http://pbapgo.meioambiente.go.gov.br/wp-content/uploads/2020/03/RT-02-Diagn%C3%B3stico-UPGRH-Rio-Meia-Ponte-V5.pdf>. Acesso em: Dezembro 2020.

ESTADO DE GOIÁS. PLANOS DE RECURSOS HÍDRICOS DAS UNIDADES DE PLANEJAMENTO E GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS DO ESTADO DE GOIÁS AFLUENTES AO RIO PARANAÍBA: PROGNÓSTICO DA UPGRH do Rio Meia Ponte. 1.0. ed. Goiânia: Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, v. 3, 2020. 188 p. Disponivel em: <http://pbapgo.meioambiente.go.gov.br/wp-content/uploads/2020/09/RT-03-Progn%C3%B3stico-UPGRH-Meia-Ponte-V1.pdf>. Acesso em: Dezembro 2020.

FARIA, A. S. DETECÇÃO AUTOMÁTICA DE DESMATAMENTOS NO BIOMA CERRADO: DESAFIOS PARA O MONITORAMENTO SISTEMÁTICO. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2018. 95.

IBGE. MONITORAMENTO DA COBERTURA E USO DA TERRA DO BRASIL. Rio de Janeiro: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, 2018. 32 p. Disponivel em: <https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101625.pdf>. Acesso em: Outubro 2019.

IMB. Informe Técnico Nº02/17: Mapeamento de espelhos d’águas do Estado de Goiás e Distrito Federal. Goiânia: Instituto Mauro Borges, 2017. 8 p. Disponivel em: <https://www.imb.go.gov.br/files/docs_sieg/informe_sieg/2017-IT-01.pdf>. Acesso em: Setembro 2021.

IMB. Goiás em Dados 2017. Goiânia: Instituto Mauro Borges - IMB, 2018. Disponivel em: <http://www.imb.go.gov.br/files/docs/publicacoes/goias-em-dados/godados2017.pdf>. Acesso em: Outubro 2019.

IPEA. Caracterização e Quadros de Análise Comparativa da Governança Metropolitana no Brasil: análise comparativa das funções públicas de interesse comum (Componente 2). Rio de Janeiro: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, 2015. Disponivel em: <https://www.ipea.gov.br/redeipea/images/pdfs/governanca_metropolitana/150820_74657_relatorio_analise_rm_Goiania.pdf>. Acesso em: Setembro 2021.

MINAS PCH. Estudo Integrado de Bacias Hidrográficas do Rio Meia Ponte. Goiânia: EcologyBrasil, 2012. 28 p.

NOGUEIRA, F. F.; COSTA, I. A.; PEREIRA, U. A. Análise de parâmetros físico-químicos da água e do uso e ocupação do solo na sub-bacia do Córrego da Água Branca no município de Nerópolis - Goiás. Tese (Graduação) - Engenharia Ambiental e Sanitária - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, p. 53, 2015.

PROBIO. Levantamento dos remanescentes de cobertura vegetal do bioma Cerrado”. Brasília: PROBIO (Projeto de Conservação e Utilização Sustentável da Diversidade Biológica Brasileira) do Ministério do Meio Ambiente, 2007. 93 p. Disponivel em: <http://mapas.mma.gov.br/geodados/brasil/vegetacao/vegetacao2002/cerrado/documentos/relatorio_final.pdf>. Acesso em: Outubro 2019.

PROJETO MAPBIOMAS. Projeto MapBiomas – Coleção 4.0 da Série Anual de Mapas de Cobertura e Uso de Solo do Brasil. MAPBIOMAS, 2019. Disponivel em: <http://mapbiomas.org>. Acesso em: Outubro 2019.

RIOS, K. C. R. C. et al. CARACTERIZAÇÃO EXPLORATÓRIA-ESPACIAL DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIBEIRÃO JOÃO LEITE/GOIÁS. HOLOS Environment, Rio Claro, 13, n. 2, 2013. 175-187. Disponivel em: <https://www.cea-unesp.org.br/holos/article/view/6353>. Acesso em: Dezembro 2020.

ROMÃO, A. C. B. C.; SOUZA, M. L. Análise de uso e ocupação do slo na bacia do ribeirão São Tomé, Noroeste do Paraná - PR. RAEGA 21, Curitiba, p. 337-364, 2011.

SANTOS, L. A. C. et al. Conflitos de Uso e Cobertura do Solo para o Período de 1985 a 2017 na Bacia Hidrográfica do Rio Caldas-GO. Fronteiras: Journal of Social, Technological and Environmental Science, Anápolis, 8, n. 2, mai-ago 2019. 189-211. Disponivel em: <http://periodicos.unievangelica.edu.br/index.php/fronteiras/article/view/2660/2542>. Acesso em: Setembro 2021.

SEMAD. Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. Goiânia: [s.n.], 2020. Disponivel em: <https://www.meioambiente.go.gov.br/component/content/article/139-meio-ambiente/planos-e-projetos/crise-h%C3%ADdrica/1592-bacia_meiaponte.html?Itemid=101>. Acesso em: Dezembro 2020.

TEIXEIRA, T. M. D. A.; OLIVEIRA, V. P. V. D.; TEIXEIRA, A. C. D. O. Fragilidade Ambiental da Bacia Hidrográfica do Rio São João de Tiba, Extremo Sul da Bahia. Revista Brasileira de Geografia Física, Recife, 14, n. 04, 2021. 1941-1956. Disponivel em: <https://periodicos.ufpe.br/revistas/rbgfe/article/view/249413/39020>. Acesso em: Setembro 2021.

Downloads

Publicado

03-12-2021

Como Citar

Silva Borges, V., & Nunes de Oliveira, W. (2021). ANÁLISE MULTITEMPORAL DO USO E COBERTURA DO SOLO DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO MEIA PONTE. REEC - Revista Eletrônica De Engenharia Civil, 17(1), 79–93. https://doi.org/10.5216/reec.v17i1.68192