RESISTÊNCIA A COMPRESSÃO EM TESTEMUNHO DE CONCRETO: INFLUÊNCIA DO FATOR DE ESBELTEZ, DIÂMETRO DA AMOSTRA E MÉTODO DE EXTRAÇÃO

Autores

  • Marcelo Henrique Farias de Medeiros Universidade Federal do Paraná
  • Ana Paula Brandão Capraro Universidade Federal do Paraná
  • Giovana Costa Réus Universidade Federal do Paraná
  • Marcel Luiz Escobedo

DOI:

https://doi.org/10.5216/reec.v13i1.41073

Resumo

RESUMO: Este trabalho tem como objetivo avaliar a influência dos fatores de forma nos ensaios de resistência à compressão em testemunhos de concreto. Para isso foram moldadas e extraídas amostras de concreto de 20 e 30 MPa. Variou-se o diâmetro da base das amostras (50 e 100mm) e sua esbeltez (de 1 a 3). Para verificar a diferença entre amostras moldadas e extraídas, no momento da fabricação do concreto foram moldados corpos de prova de 100 x 200 mm e dois blocos de 500 x 630 x 270 mm de onde os testemunhos foram extraídos. Os dados indicam que os valores de resistência à compressão obtidos em testemunhos de 50 mm de diâmetro tenderam a ser mais baixos do que os obtidos com 100 mm. A magnitude desta diferença é afetada pelo nível de resistência do concreto avaliado. Além disso, a resistência dos testemunhos extraídos foi menor ou igual à obtida em corpos de prova moldados, mesmo mantendo as condições de cura constantes entre o bloco e os corpos de prova normalizados. Dessa forma, o que pode ser concluído neste estudo é que, a resistência real da estrutura é minorada pelo procedimento da extração, sendo este influenciado por diversos fatores. Dentre as possíveis variáveis da extração, o diâmetro foi um fator que demonstrou influência significativa na propriedade do material ensaiado ABSTRACT: This study aims to evaluate the influence of shape ratio in compressive strength tests. Concrete specimens with 20 and 30 MPa was made and extracted. The diameter of the specimen’s base was 50 and 100mm and its slenderness ratio vary 1 to 3. To verify the difference between molded and samples taken at the time of manufacture of concrete molded bodies were evidence of 100 x 200 mm and two blocks of 500 x 630 x 270 mm where witnesses were extracted. The results indicated that the axial compressive strength values obtained with concrete cores extracted of 50 mm diameter tended to be lower than those obtained with 100 mm, and the magnitude of this difference is affected by the resistance level of the evaluated concrete. Furthermore, the resistance of concrete cores extracted was less than or equal to the obtained in the molded test specimens, while maintaining constant the curing conditions between the block and standard specimens. Thus, it can be concluded in this study is that the real strength of the structure is alleviated by the extraction procedure, which is influenced by several factors. Among the possible variables of extraction, the diameter was a factor that showed a significant influence on the property of the material tested.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelo Henrique Farias de Medeiros, Universidade Federal do Paraná

Departamento de Construção Civil Área: Materiais de Construção; Patologia das Construções; Durabilidade; concreto

Downloads

Publicado

29-03-2017

Como Citar

Medeiros, M. H. F. de, Capraro, A. P. B., Réus, G. C., & Escobedo, M. L. (2017). RESISTÊNCIA A COMPRESSÃO EM TESTEMUNHO DE CONCRETO: INFLUÊNCIA DO FATOR DE ESBELTEZ, DIÂMETRO DA AMOSTRA E MÉTODO DE EXTRAÇÃO. REEC - Revista Eletrônica De Engenharia Civil, 13(1). https://doi.org/10.5216/reec.v13i1.41073

Edição

Seção

Construção Civil