Avaliação dos critérios para análise da estabilidade global em edifícios de concreto armado: estudo de caso. (D.O.I. 10.5216/reec.v9i2.28875)

Autores

  • Rodrigo Gustavo Delalibera Universidade Federal de Goiás
  • Wellington Andrade Da Silva Universidade Federal de Goiás
  • Maiza Moana Silva Lacerda
  • Ágatha Cristine Florêncio

DOI:

https://doi.org/10.5216/reec.v9i2.28875

Resumo

RESUMO: A análise da estabilidade de estruturas é um procedimento de grande importância, pois há uma grande tendência na construção de edifícios altos e esbeltos. Neste artigo apresenta-se um estudo sobre a estabilidade global de estruturas em concreto armado, onde para a determinação dos efeitos globais de segunda ordem, considerou-se a não-linearidade física, que está relacionada ao comportamento do material, e a não-linearidade geométrica, que considera alterações na geometria da estrutura. Determinou-se dois parâmetros de estabilidade: o parâmetro ?, que define a necessidade da consideração dos efeitos de segunda ordem e o coeficiente ?z, que além de determinar a necessidade da consideração dos efeitos de segunda ordem, pode ser utilizado como coeficiente amplificador dos esforços de primeira ordem para estimar estes efeitos. No exemplo apresentado, utilizou-se o software EBERICK V. 6 da AltoQI para realização das análises numéricas, o qual realiza a análise não-linear geométrica por meio do processo P-Delta. Além disso, utilizou-se o método analítico de pórticos associados, com o auxílio do software FTOOL Versão 2008 da PUC-Rio, a fim de se fazer uma comparação entre os resultados numéricos e analíticos, e discutir a influência dos efeitos de segunda na estabilidade global de estruturas. Os resultados apresentados reforçam a importância da utilização de núcleos rígidos em edifícios de concreto armado quanto a análise de estabilidade global de estruturas. ABSTRACT: The analysis of stability structures is fundamental, because there is a major trend in the construction of taller and slender buildings. This paper present a study on the global stability reinforcement structures, where to for the determination of the second-order effects, was considered the material nonlinearity and geometric nonlinearity that to considered a displacement position of the structure. It was determined two parameters of stability: the ? parameter, what defines the need for consideration of second order effects and ?z coefficient, that determined the need the second order effects and can be used as an amplifier coefficient of efforts first order to estimate the second effects. In example presented, it was used the EBERICK V. 6 software (AltoQI), how complement the analysis. This program considers the geometric nonlinearity by P–Delta process, which is a method which provides more accurate results the effects of second order. Furthermore, it was used the analytical method of associated frames with the assistance FTOOL Version 2008 (PUC-Rio) software for the get of the stability parameters, in order to make a comparison between numerical and analytical results, and discuss the influence of the effects second the global stability structures. The results presented emphasize the importance of using rigid cores in reinforced concrete buildings as the global stability analysis of structures.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodrigo Gustavo Delalibera, Universidade Federal de Goiás

Doutor em Engenharia de Estruturas Professor no curso de Engenharia Civil, do campus Catalão, da Universidade Federal de Goiás.

Wellington Andrade Da Silva, Universidade Federal de Goiás

Doutor em Estruturas e Construção Civil Professor no curso de Engenharia Civil, do campus Catalão, da Universidade Federal de Goiás.

Maiza Moana Silva Lacerda

Engenheira Civil

Downloads

Publicado

09-10-2014

Como Citar

Delalibera, R. G., Da Silva, W. A., Lacerda, M. M. S., & Florêncio, Ágatha C. (2014). Avaliação dos critérios para análise da estabilidade global em edifícios de concreto armado: estudo de caso. (D.O.I. 10.5216/reec.v9i2.28875). REEC - Revista Eletrônica De Engenharia Civil, 9(2). https://doi.org/10.5216/reec.v9i2.28875

Edição

Seção

Estruturas