Verificação do dimensionamento das galerias de águas pluviais em uma sub-bacia do Córrego Botafogo na cidade de Goiânia-GO

  • Frederico Carlos Martins de Menezes Filho Instituto de Pesquisas Hidráulicas - Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Alfredo Ribeiro da Costa Universidade Federal de Goiás

Resumo

RESUMO: A urbanização desenfreada que se deu nas grandes cidades brasileiras ocasionada pela ausência de planejamento quanto à ocupação e uso do solo acarretou uma intensa impermeabilização e consequente aumento do escoamento superficial. Paralelamente, a não elaboração de projetos de drenagem urbana e mesmo a execução de sistemas de drenagem subdimensionados agravaram os problemas de saneamento ambiental gerando insegurança à população nos períodos chuvosos. O objetivo deste trabalho foi verificar o dimensionamento das galerias de águas pluviais em uma área de intensa antropização na cidade de Goiânia-GO. Para tal, inicialmente buscou-se informações da rede existente. Posteriormente, implementou-se uma sistemática de cálculo para o dimensionamento das galerias de águas pluviais que pudesse aliar ferramentas práticas como planilhas eletrônicas e o uso de equações em contraposição ao uso de tabelas presentes na utilização do Método Racional. As equações utilizadas basearam-se no trabalho de Saatçi (1990) para o dimensionamento em regime permanente. Juntamente às equações, traçou-se um fluxograma das etapas necessárias para o dimensionamento. Através das informações das galerias de águas pluviais fez-se uma comparação com o dimensionamento realizado levando-se considerações conservadoras como coeficiente de runoff igual a 0,50 adotados pela PMG - Prefeitura Municipal de Goiânia bem como tempo de concentração inicial igual a 10 minutos. Os resultados mostraram diâmetros aquém dos necessários para a área de estudo demonstrando problemas recorrentes nos períodos chuvosos. Faz-se necessário além de um correto dimensionamento das galerias de águas pluviais, a utilização de técnicas compensatórias na área de estudo para mitigação dos problemas existentes. ABSTRACT: The uncontrolled urbanization occurring in large Brazilian cities caused by the lack of planning regarding the land occupation and use has led to an intense surface sealing and consequent increase in runoff. In addition, the non-development of urban drainage designs and the conduction of undersized drainage systems have enhanced the environmental sanitation problems, generating insecurity to the population in rainy periods. The goal of the present study was to evaluate the storm sewer design in a highly anthropized area in the city of Goiânia, Goiás State. To this end, it was first sought information on existing network. Afterwards, it was implemented a systematic calculation to design the storm sewer that could combine practical tools, such as spreadsheets and application of equations instead of using tables present in the use of the Rational Method. The equations were based on Saatçi (1990) for the steady flow. Along with the equations, a flowchart was developed showing the steps needed for the design. The information of storm sewer were compared with the performed design, taking into account some conservative considerations like the runoff coefficient of 0.50 adopted by the PMG – Municipal City Hall of Goiânia, as well as the time of entry of 10 minutes. The results pointed out diameters below the required for the study area, indicating recurrent problems whenever necessary. Besides a proper design of the storm sewer it was also emphasized the need for using compensatory techniques in the study, in order to mitigate the existing problems.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Frederico Carlos Martins de Menezes Filho, Instituto de Pesquisas Hidráulicas - Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Eng. Civil, Mestre em Engenharia do Meio Ambiente, Doutorando em Recursos Hìdricos e Saneamento Ambiental (IPH/UFRGS). Professor da Universidade Federal de Mato Grosso - Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental.
Alfredo Ribeiro da Costa, Universidade Federal de Goiás
Possui graduação em ENGENHARIA CIVIL pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1970), mestrado em Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1974) e doutorado em Engenharia Hidráulica e Saneamento pela Universidade de São Paulo (1989).
Publicado
23-07-2012
Como Citar
Menezes Filho, F. C., & Costa, A. (2012). Verificação do dimensionamento das galerias de águas pluviais em uma sub-bacia do Córrego Botafogo na cidade de Goiânia-GO. REEC - Revista Eletrônica De Engenharia Civil, 4(1). https://doi.org/10.5216/reec.v4i1.18164
Seção
Saneamento e Ambiente