Interculturalidad en la cotidianidad de las comunidades originarias de región norte selva de Chiapas.

Autores

  • Manuel Lopéz Lopéz Escolas Normais Bilíngues do Estado de Chiapas. San Cristóbal de las Casas, Estado de Chiapa, México

DOI:

https://doi.org/10.5216/racs.v4i0.57997

Palavras-chave:

Educação Intercultural, Cotidianidade, Socialização, Escola

Resumo

Este artigo é parte da discussão sobre o discurso das políticas interculturais no estado mexicano, bem como as condições enfrentadas pelas famílias originais da região de selva norte do estado de Chiapas, a fim de compreender e explicar os mecanismos e processos de educação intercultural que a família original usa para garantir o seu fazer na vida diária. Quando se fala em educação familiar, coloca-se ênfase nos processos de enculturação, endoculturação e socialização, uma vez que são estes que possibilitam a permanência ou a mudança dos próprios padrões da cultura. As comunidades da região são constituídas como uma unidade na qual todas contribuem para o alcance de suas possibilidades; portanto, a aspiração de uma melhoria em suas condições de vida permite mudanças em sua estrutura familiar e organização ao buscar novas formas e fontes de subsistência que sejam mais benéficas e menos sofridas que o campo. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Manuel Lopéz Lopéz, Escolas Normais Bilíngues do Estado de Chiapas. San Cristóbal de las Casas, Estado de Chiapa, México

Doutor e mestre em Pedagogia pela Unión de Maestros e la Nueva Educación para México (UNAM). Professor vinculado a Secretaria de Educação Pública. Técnico Pedagógico das Escolas Normais Bilíngues do Estado de Chiapas. San Cristóbal de las Casas, Estado de Chiapa, México

Publicado

11-09-2019

Como Citar

Lopéz, M. L. (2019). Interculturalidad en la cotidianidad de las comunidades originarias de región norte selva de Chiapas. Articulando E Construindo Saberes, 4. https://doi.org/10.5216/racs.v4i0.57997