ESCRITA COMO UM PROCESSO: INTERVENC?A?O COM CRIANC?AS PEQUENAS

Autores

  • Lourdes Maria Bragagnolo Frison Universidade Federal de Pelotas (UFPEL), Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil, frisonlourdes@gmail.com
  • Aline Benitez

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v15i2.45100

Resumo

Este artigo apresenta a si?ntese de uma pesquisa realizada em uma turma de 3o ano, do primeiro ciclo do Ensino Fundamental. Segundo dados do Censo (2010) e da Prova ABC (2011), muitas crianc?as do primeiro ciclo, em processo de alfabetizac?a?o, apresentam baixo i?ndice de aproveitamento no que concerne a? leitura e escrita. A referida pesquisa teve como objetivo verificar o desempenho e os avanc?os de alunos em suas produc?o?es textuais, a partir de uma intervenc?a?o pedago?gica, apoiada em estrate?gias de autorregulac?a?o da aprendizagem para a escrita. Foram desenvolvidas atividades relacionadas a? produc?a?o textual, especialmente aos aspectos convencionais da escrita, utilizando estrate?gias de aprendizagem baseadas nos processos do modelo ci?clico da autorregulac?a?o da aprendizagem. Os resultados indicam que a intervenc?a?o contribuiu para o melhor desempenho das crianc?as em suas produc?o?es textuais. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lourdes Maria Bragagnolo Frison, Universidade Federal de Pelotas (UFPEL), Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil, frisonlourdes@gmail.com

É professora Adjunta do Departamento de Fundamentos Psicológicos da Educação, na Faculdade de Educação, da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), atua nos cursos de Graduação e na Pós-Graduação, ingressando atualmente no PPGE. É graduada em Pedagogia, Orientação Educacional, Pós-Graduada em Orientação Educacional, Mestre em Educação, pela Pontifícia Universidade Católica, tendo defendido, em 2000, a dissertação de mestrado intitulada Percorrendo os caminhos na construção da sexualidade adolescente: significado do mundo vivido . É Doutora em Educação, também pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, tendo defendido tese em 2006, intitulada Auto-regulação da aprendizagem: atuação do pedagogo em espaços não-escolares . Fez doutorado sanduíche em 2006, na Universidade de Lisboa, em Portugal. Atualmente faz parte do grupo de pesquisadores desta mesma Universidade, realizando estudos sobre aprendizagem auto-regulada e estratégias pedagógicas e metodologias de trabalho, relacionadas aos processos de ensino e de aprendizagem. Atua como professora pesquisadora na linha de pesquisa, coordenada pela Dra. Maria Helena Menna Barreto Abrahão, na PUCRS, sobre Narrativas de vida, identidade, docência e educação continuada do professor. Este grupo investe na Profissionalização Docente e Identidade, investigando autobiografia e formação identitária de docentes. A investigação que atualmente desenvolve está relacionada as narrativas autobiográficas e a auto-regulação da aprendizagem de quem ensina e aprende. É autora e co-autora de vários capítulos de livros, além de artigos em revistas nacionais e internacionais sobre educação, principalmente no âmbito da formação de professores e aprendizagem auto-regulada, monitoria, tutoria, estudo colaborativo e narrativas auto-biográficas. Atuou como professora na Pontifícia Universidade Católica (PUCRS), na Universidade Luterana do Brasil (ULBRA), foi professora e diretora do curso de Pedagogia da Faculdade Porto-Alegrense de Educação, Ciências e Letras. É pesquisadora do Cnpq, desenvolvendo na UFPel a pesquisa Docência compartilhada: auto-regulação da aprendizagem no estágio curricular obrigatório no Curso de Pedagogia . Realiza também a pesquisa Monitoria e tutoria no Ensino Superior . Na UFPel faz parte do grupo de pesquisa Cultura Escrita, Linguagens e Aprendizagem. Suas principais publicações e projetos de investigação versam sobre aprendizagem auto-regulada, estudo colaborativo, mediação, monitoria e tutoria. Orienta trabalhos na área de Educação, com ênfase na aprendizagem auto-regulada, estudo colaborativo, monitoria, tutoria e outros temas da educação. Organiza cursos de extensão e de formação pedagógica. Coordena o projeto PIBID/2009/2012, preparando 20 acadêmicos para a docência, mobilizando-os para uma profissionalização de qualidade, tendo como objetivo a atuação da docência no ensino público. (Texto informado pelo autor - Currículo Lattes)

Downloads

Publicado

2018-09-15

Como Citar

FRISON, L. M. B.; BENITEZ, A. ESCRITA COMO UM PROCESSO: INTERVENC?A?O COM CRIANC?AS PEQUENAS. Poíesis Pedagógica, Goiânia, v. 15, n. 2, p. 3–23, 2018. DOI: 10.5216/rpp.v15i2.45100. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/poiesis/article/view/45100. Acesso em: 1 jul. 2022.