A ESCOLARIZAÇÃO DA POPULAÇÃO NEGRA E A HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO DE GOIÁS

Autores

  • Cristiane Maria Ribeiro Instituto Federal Goiano

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v14i1.45051

Resumo

É objetivo deste artigo explicitar a ausência das categorias raça/cor nas análises de história da educação brasileira e denunciar a invisibilidade do negro na literatura da história da educação de Goiás. Para tanto, revisitamos o processo de configuração das pesquisas na área, no país, ressaltando suas principais fontes, metodologias e perspectivas teóricas, concluindo que historicamente o recorte racial tem sido ignorado independente da delimitação geográfica, temporal ou perspectiva teórica das pesquisas. Buscamos nos estudos sobre relações raciais no Brasil exemplos de trabalhos que retomam à escolarização da população negra definindo um campo de possibilidades para novos estudos. Verificamos a incipiência dos estudos sobre o negro em Goiás, as dificuldades de consolidação da história da educação enquanto área de produção do conhecimento e a profunda ausência de estudos que tratem da história da educação da população negra goiana. Por fim, ressaltamos a importância dos historiadores da educação recuperarem, de forma inequívoca, a presença dos negros nos diferentes momentos de constituição do processo educacional, nos quais eles têm se destacado nas mais variadas funções: na condição de aluno, de professores em diferentes instituições que se ligaram à educação. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-01-24

Como Citar

RIBEIRO, C. M. A ESCOLARIZAÇÃO DA POPULAÇÃO NEGRA E A HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO DE GOIÁS. Poíesis Pedagógica, Goiânia, v. 14, n. 1, p. 49–63, 2017. DOI: 10.5216/rpp.v14i1.45051. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/poiesis/article/view/45051. Acesso em: 29 maio. 2022.