EM BUSCA DE UMA EDUCAÇÃO PARA A EMANCIPAÇÃO

Autores

  • Jalon Nunes de Farias Universidade Federal de Alagoas - UFAL

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v13i1.35981

Resumo

Este artigo tem por objetivo analisar as deturpações que a alienação causa na vida dooperário (nas relações de produção), principalmente sua interferência na vida dos indivíduos, atravésde instituições educacionais, que exercem uma educação alienante, hegemônica e a serviço do sistemado capital. A “alienação” confere uma forma de conduta humana sem autonomia; os primeiros usosdesta palavra surgiram na filosofia hegeliana e posteriormente em Marx. A perspectiva adotada nesteestudo tem por base a produção de Marx (1988; 2001) e Mészáros (2008; 2009), através dos quaispercorreremos alguns campos em que se podem constatar a alienação e os devidos contratempos quecausa à realidade dos indivíduos, enquanto trabalhadores que produzem a mando de uma ordemestranha e para a satisfação de um poder alheio, o que acarreta na formação de indivíduos acríticos,apenas para compor mão de obra qualificada, em detrimento de uma formação comprometida com ousufruto da cidadania.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-03-29

Como Citar

FARIAS, J. N. de. EM BUSCA DE UMA EDUCAÇÃO PARA A EMANCIPAÇÃO. Poíesis Pedagógica, Goiânia, v. 13, n. 1, p. 144–161, 2016. DOI: 10.5216/rpp.v13i1.35981. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/poiesis/article/view/35981. Acesso em: 22 maio. 2022.