A EXPANSÃO DA EDUCAÇÃO ESCOLAR NA ORGANIZAÇÃO DA FEDERAÇÃO BRASILEIRA: ESCOLAS NORMAIS EM MINAS GERAIS NA PRIMEIRA REPÚBLICA

Autores

  • Cynthia Greive Veiga Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v12i2.33678

Resumo

Este artigo discute a organização da escola normal nas primeiras décadas republicanas, no contexto de demandas por reformas educacionais concernentes às necessidades de formação do cidadão, de expansão do ensino primário, de organização da república brasileira e de definição da cidadania republicana. Estes temas são analisados levando em consideração a estrutura federalista das reformas educacionais, com destaque para Minas Gerais, salientando a dimensão das politicas locais na execução das reformas. Para a investigação utilizou-se da legislação e impressos. Constatou-se que apesar das demandas por reformas no ensino se pautarem na necessidade de homogeneização cultural, este objetivo não se realizou, seja pela ausência de um projeto nacional seja pelas deficiências das políticas locais, o que pode ser observado na oferta escolar desigual pelos tipos de escola primária e de níveis de formação docente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

29-03-2016

Como Citar

Veiga, C. G. (2016). A EXPANSÃO DA EDUCAÇÃO ESCOLAR NA ORGANIZAÇÃO DA FEDERAÇÃO BRASILEIRA: ESCOLAS NORMAIS EM MINAS GERAIS NA PRIMEIRA REPÚBLICA. Poíesis Pedagógica, 12(2), 209–230. https://doi.org/10.5216/rpp.v12i2.33678