NARRATIVAS DE SI: ESTRATÉGIA DE FORMAÇÃO PARA (RE) PENSAR A DOCÊNCIA ARTICULADA AO PROCESSO DE FORMAÇÃO DO SUJEITO

Autores

  • Claudia Flores Rodrigues

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v8i1.12180

Resumo

Na atualidade, pesquisas em Educação têm mostrado o quanto a memória apresenta-se como um dado fundamental no processo formativo ulterior do sujeito, quando este se constitui professor. Assim, a partir de uma perspectiva interdisciplinar, é possível utilizar como estratégia de formação o recurso de elaboração de relatos autobiográficos por parte dos professores com o fito de reconstruir a história da sua trajetória como educador/a. Nesta proposição, identificam a memória de si e de seus pares, analisando como este passado desempenhou um papel ativo na construção de sua identidade profissional e pessoal. Este apontamento contém parte da escrita de um memorial, enquanto meio e estratégia para pensar na constituição do ser docente em articulação com o processo de desvelar-se para se constituir sujeito da própria história. Trata-se de uma pesquisa autobiográfica por meio da narrativa de si como uma metodologia de trabalhar e significar a vida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-10-18

Como Citar

RODRIGUES, C. F. NARRATIVAS DE SI: ESTRATÉGIA DE FORMAÇÃO PARA (RE) PENSAR A DOCÊNCIA ARTICULADA AO PROCESSO DE FORMAÇÃO DO SUJEITO. Poíesis Pedagógica, Goiânia, v. 8, n. 1, p. 172–186, 2010. DOI: 10.5216/rpp.v8i1.12180. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/poiesis/article/view/12180. Acesso em: 28 maio. 2022.