AS CARTILHAS NAS ESCOLAS DO CAMPO (RURAIS) E AS LEMBRANÇAS DAS ALFABETIZADORAS SOBRE A LEITURA E A ESCRITA

Autores

  • Helenise Sangoi Antunes Universidade Federal de Santa Maria

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v8i1.12170

Resumo

Esta pesquisa foi elaborada com o objetivo de conhecer as lembranças escolares das alfabetizadoras das escolas do campo (rurais) sobre as cartilhas utilizadas para alfabetização. Os estudos sobre a história da alfabetização de Peres; Tambara (2003), Trindade (2004), Frade; Maciel (2006), Mortatti (2000, 2006) Peres (2007) contribuíram para as reflexões propostas nesta investigação. O estudo fundamentou-se numa metodologia qualitativa, conforme a utilizada nos estudos de Bogdan; Biklen (1994) e as informações foram obtidas através de entrevista semi-estruturada, relatos autobiográficos e registro em diário de campo com treze alfabetizadoras das escolas de campo (rurais) do interior do Rio Grande do Sul, sendo que dez professoras participantes da pesquisa possuem curso de pós-graduação, principalmente especialização em alfabetização. Como resultado, percebeu-se que, do universo total da investigação, dez alfabetizadoras ainda utilizam as mesmas cartilhas e iguais metodologias adotadas pelas suas alfabetizadoras com os alunos na escola do campo (rural). Então, cabe destacar aqui que a prática docente desenvolvida na sala de aula é resultante não só dos conhecimentos adquiridos através do ingresso na licenciatura, mas também da trajetória de vida e do saber da experiência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-10-18

Como Citar

ANTUNES, H. S. AS CARTILHAS NAS ESCOLAS DO CAMPO (RURAIS) E AS LEMBRANÇAS DAS ALFABETIZADORAS SOBRE A LEITURA E A ESCRITA. Poíesis Pedagógica, Goiânia, v. 8, n. 1, p. 46–63, 2010. DOI: 10.5216/rpp.v8i1.12170. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/poiesis/article/view/12170. Acesso em: 22 maio. 2022.