CIVILIDADE, CORPO E ESCOLARIZAÇÃO DA CRIANÇA: O LEGADO DE DESCARTES E ROUSSEAU

Autores

  • Rubia-Mar Nunes Pinto UFG

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v1i1.10510

Resumo

Este texto apresenta uma discussão sobre o processo de desenvolvimento, em Descartes e Rousseau, de uma perspectiva de intervenção sobre a corporalidade infantil cujo ponto de partida é concepção do ser humano como uma       dualidade corpo-mente. Pretende-se explicitar como as concepções cartesianas e rousseaunianas sobre a sociedade, o homem e a educação fornecem subsídios para a configuração de pedagogias do corpo que, por sua vez, orientam a organização da escola e a ação educativa dos professores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-07-21

Como Citar

PINTO, R.-M. N. CIVILIDADE, CORPO E ESCOLARIZAÇÃO DA CRIANÇA: O LEGADO DE DESCARTES E ROUSSEAU. Poíesis Pedagógica, Goiânia, v. 1, n. 1, p. 76–89, 2010. DOI: 10.5216/rpp.v1i1.10510. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/poiesis/article/view/10510. Acesso em: 25 maio. 2022.