COMO NEGAR UM NOME

  • João Vergilio Gallerani Cuter USP
Palavras-chave: Filosofia da linguagem, filosofia da lógica, negação, função proposicional, nome, Wittgenstein, Tractatus Logico-Philosophicus.

Resumo

O nome, no Tractatus Logico-Philosophicus, é sempre uma função proposicional. Wittgenstein modifica radicalmente a oposição fregiana entre entidades saturadas e insaturadas. Toda parte sentencial que não seja ela própria uma sentença é insaturada. A proposição é, portanto, uma síntese de funções proposicionais. O nome é o caso-limite de função proposicional. Como qualquer função proposicional, ele pode perfeitamente ser negado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Vergilio Gallerani Cuter, USP
Possui graduação em Filosofia pela Universidade de São Paulo (1997) e doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (1993). Atualmente é pesquisador do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento e professor assistente-doutor da Universidade de São Paulo. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Filosofia da Lógica, atuando principalmente nos seguintes temas: Wittgenstein, Tractatus Logico-Philosophicus, Lógica, Filosofia da Linguagem e Filosofia da Matemática.
Publicado
03-08-2010
Como Citar
Gallerani Cuter, J. V. (2010). COMO NEGAR UM NOME. Philósophos - Revista De Filosofia, 14(2), 33-62. https://doi.org/10.5216/phi.v14i2.8924
Seção
Artigos Originais