Memes war:

The Political Use Of Pictures In Brazil 2019

Autores

  • Guilherme Ghisoni da Silva Universidade Federal de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.5216/phi.v25i2.64490

Resumo

Tendo em vista analisar imagens distribuídas em grupos do WhatsApp de apoiadores de Jair Bolsonaro, explorarei a ideia de que o ato de enviar uma imagem para alguém através de mídias sociais realiza um ato de fala. Poderemos então separar o ato de proferimento (de enviar a imagem para o espectador em um certo contexto), o ato locutório (o que é dito através do conteúdo pictórico), o ato ilocutório (a ação realizada através do proferimento do conteúdo pictórico), e o ato perlocutório (de afetar o espectador). As imagens analisadas foram coletadas de janeiro a setembro de 2019, através do WhatsApp Monitor. Meu argumento filosófico central encontra-se na seção 3, na qual desenvolvo a ideia dos atos de fala pictóricos e a sua base conceitual. Para compreender o papel comunicacional de imagens é necessário suplementar as teorias pictóricas (semântica visual) com uma teoria comunicacional baseada na teoria dos atos de fala (pragmática visual). O desenvolvimento das linhas gerais da pragmática visual é a contribuição filosófica central visada por este artigo. Por fim, argumento que há três formas de ingenuidade que levam o espectador a estar apto à apreensão do ato ilocutório: ingenuidade estética, ingenuidade comunicacional e ingenuidade epistêmica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Guilherme Ghisoni da Silva, Universidade Federal de Goiás

Possui graduação em Filosofia pela Universidade Federal do Paraná (2004), mestrado em Filosofia pela Universidade Federal do Paraná (2006) e doutorado pela Universidade Federal de São Carlos (2011). Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Filosofia, atuando principalmente nos seguintes temas: Wittgenstein, fenomenologia, tempo, linguagem privada

Downloads

Publicado

16-04-2021

Como Citar

da Silva, G. G. (2021). Memes war:: The Political Use Of Pictures In Brazil 2019. Philósophos - Revista De Filosofia, 25(2). https://doi.org/10.5216/phi.v25i2.64490