O TRÁGICO EM HÖLDERLIN: UMA LEITURA POÉTICA E FILOSÓFICA DAS OBSERVAÇÕES SOBRE ÉDIPO

  • Solange Aparecida de Campos Costa Professora Adjunto II – DE do Curso de Filosofia, Campus Parnaíba da Universidade Estadual do Piauí (UESPI) e membro permanente da Pós-graduação em Filosofia da Universidade Federal do Piauí (PPGFIL-UFPI). http://orcid.org/0000-0003-2185-7858

Resumo

Esse artigo examina como se define a questão do trágico para Hölderlin, importante poeta alemão do século XVIII. Em 1804, Hölderlin traduz e comenta as peças Édipo-rei e Antígona de Sófocles. Esse artigo se concentra na investigação sobre o trágico que Hölderlin empreende na terceira parte de suas Observações sobre Édipo, nela surgem elementos que são singulares no seu pensamento, como a cesura, a dupla infidelidade e o afastamento categórico do deus. Esses elementos permitem que Hölderlin trate o tema do trágico a partir de uma visão completamente nova para o seu tempo e que propiciou o surgimento de importantes reflexões posteriores na literatura e na filosofia. Duas são as questões principais que norteiam a argumentação neste artigo: a primeira se refere à acepção singular de Hölderlin sobre os paradoxos que comumente constituem o trágico, como o humano e o divino; a segunda, a análise da tarefa poética da modernidade como tarefa possível para toda e qualquer poesia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Solange Aparecida de Campos Costa, Professora Adjunto II – DE do Curso de Filosofia, Campus Parnaíba da Universidade Estadual do Piauí (UESPI) e membro permanente da Pós-graduação em Filosofia da Universidade Federal do Piauí (PPGFIL-UFPI).
Possui Graduação em Filosofia pela Universidade Federal do Paraná (1999), Mestrado em Letras (Área de Estudos Literários) pela Universidade Federal do Paraná (2007) e Doutorado em Filosofia (Área de Metafísica) pela Universidade Federal da Paraíba (2014). Atualmente é professora Adjunto II da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), Campus Parnaíba e Professora Permanente do Programa de Pós-Graduação em Filosofia (Mestrado) da Universidade Federal do Piauí (PPGFIL/UFPI), na linha de pesquisa: Linguagem, Conhecimento e Mundo. Trabalha com autores como Heidegger, Hölderlin e Nietzsche. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Filosofia Alemã, atuando principalmente nos seguintes temas: Filosofia Contemporânea, Metafísica, Tragédia Grega e Estética.
Publicado
14-08-2019
Como Citar
Costa, S. (2019). O TRÁGICO EM HÖLDERLIN: UMA LEITURA POÉTICA E FILOSÓFICA DAS OBSERVAÇÕES SOBRE ÉDIPO. Philósophos - Revista De Filosofia, 24(1). https://doi.org/10.5216/phi.v24i1.52309
Seção
Artigos Originais