NIETZSCHE, FOUCAULT E A TEORIA CRÍTICA: ELEMENTOS PRELIMINARES PARA UM DEBATE

  • Ernani Chaves Universidade Federal do Pará
Palavras-chave: Teoria Crítica, razão, poder, sujeito.

Resumo

Na chamada primeira geração da Teoria Crítica, a de Adorno e Horkheimer, Nietzsche, ao lado de Marx e Freud foi um interlocutor privilegiado. A crítica de Habermas, nome central da segunda geração, separou Nietzsche da Teoria Crítica, ou melhor, atribuiu a Nietzsche parte dos problemas da crítica que a primeira geração dirigiu à razão. Já a terceira geração, da qual Axel Honneth é o nome mais conhecido, volta a problematizar a relação entre Teoria Crítica e Nietzsche, por meio do pensamento de Michel Foucault. Esse artigo visa mostrar alguns aspectos dessa retomada, na qual os nomes de Nietzsche – como um dos precursores – e Foucault – como um continuador – são incluídos no horizonte da Teoria Crítica.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
19-01-2017
Como Citar
Chaves, E. (2017). NIETZSCHE, FOUCAULT E A TEORIA CRÍTICA: ELEMENTOS PRELIMINARES PARA UM DEBATE. Philósophos - Revista De Filosofia, 21(2), 49-68. https://doi.org/10.5216/phi.v21i2.43258
Seção
Dossiê de Artigos Originais