ORTEGA Y GASSET E A TRADIÇÃO FILOSÓFICA

  • José Maurício de Carvalho Universidade Federal de São João del-Rei
Palavras-chave: História da Filosofia, Raciovitalismo, Crença, Períodos, ideias marcantes.

Resumo

 

 Neste artigo examinamos o significado da história da filosofia no raciovitalismo de Ortega y Gasset. O filósofo entende que não se pensa filosoficamente sem tratar simultaneamente os problemas atuais e os sistemas pretéritos, por isto a história da filosofia é uma disciplina da Filosofia. Para ele, em nenhuma outra ciência adquire a história do seu desenvolvimento um significado tão grande quanto na Filosofia. O artigo mostra ainda como, segundo Ortega y Gasset, a criação filosófica se liga ao momento cultural em que foi produzida, indica a importância da crença como pano de fundo dos pensamentos e mostra como o pensador distingue os grandes períodos da filosofia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Maurício de Carvalho, Universidade Federal de São João del-Rei

José Maurício de Carvalho, é natural de São João del-Rei (MG), onde nasceu a 13 de julho de 1957. Graduou-se em três cursos universitários: Filosofia, Pedagogia e Psicologia pela Faculdade Dom Bosco de Filosofia, Ciências e Letras (Faculdade da Congregação Salesiana) que deu origem à Universidade Federal de São João del-Rei. É Especialista e Mestre em Filosofia pela UFJF, Especialista em Filosofia Clínica pelo Instituto Packter de Porto Alegre e Doutor em Filosofia pela UGF – Rio. Em 1982 iniciou sua carreira como Professor Universitário e em 1987 entrou para o Departamento de Filosofia da Universidade Federal de São João del-Rei – UFSJ onde, em 1997, tornou-se Professor Titular, por Concurso Público.  Como bolsista da FAPEMIG fez estágio de Pós-doutorado na Universidade Nova de Lisboa (1994 - UNL), Portugal e, posteriormente, no Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ (2000-2001). Desde o ano 2000 orienta bolsistas de Iniciação Científica do CNPq, em seus projetos de pesquisa. Organizou e foi assessor científico de vários congressos, simpósios e colóquios. Na UFSJ ocupou vários cargos na administração universitária como: Assessor da Reitoria, Diretor da Divisão de Ensino, Pesquisa e Pós-Graduação, Diretor do Centro Científico, Coordenador do Curso de Filosofia, além de Chefe do Departamento de Filosofia, cargo que exerce atualmente. Integra o Conselho Editorial das Revistas Paradigmas (CEFIL-UEL), da Revista Crítica (UEL), Educação e Filosofia (UFU) e Estudos Filosóficos e Vertentes (UFSJ). Na UEL integra o corpo de consultores da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. É membro da Academia de Letras de São João del-Rei, da Academia Mantiqueira de Estudos Filosóficos de Barbacena, do Instituto Brasileiro de Filosofia (SP) e do Instituto Luso Brasileiro de Filosofia (Lisboa). Pertence ao Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Cultural do Município de São João del-Rei, desde sua fundação em 1999. Escreveu dezesseis livros e capítulos em outros seis, tem cerca de setenta artigos e oitenta resenhas publicadas. Escreveu ainda outros quarenta trabalhos publicados em Atas de encontros de natureza científica.

Publicado
15-09-2012
Como Citar
de Carvalho, J. M. (2012). ORTEGA Y GASSET E A TRADIÇÃO FILOSÓFICA. Philósophos - Revista De Filosofia, 17(1), 175-203. https://doi.org/10.5216/phi.v17i1.15182
Seção
Artigos Originais