Produtividade e caracterização física de Passiflora cincinnata no Cerrado

Autores

Resumo

Para o maracujazeiro-da-caatinga (Passiflora cincinnata Mast.), não há indicações de variedades específicas para condições de Cerrado e técnicas de condução que possibilitem a expressão de maior potencial produtivo. Objetivou-se avaliar a produtividade e qualidade de populações CPEF2220 e CBAF2334 em sistema de condução espaldeira e latada. Utilizou-se delineamento inteiramente casualizado, em arranjo fatorial 2 x 2, com três repetições de quatro plantas por parcela. Foram avaliadas a produtividade e características físicas dos frutos ao longo do ciclo produtivo. A produtividade média foi de 8,0 kg planta-1 (3,5-14,9 kg planta-1) e o número médio de frutos por planta de 139,1 (55,8-283,5), com rendimento médio de polpa de 29 %. Houve tendência de aumento no número e produtividade de frutos na população CPEF2220 conduzida em espaldeira. A taxa de sobrevivência das plantas foi de 41 % (CPEF2220) e 87,5 % (CBAF2334), com maior adaptação às condições de Cerrado, enquanto a população CPEF2220 apresentou maior potencial produtivo. Houve reduções na massa, diâmetro longitudinal e equatorial e formato do fruto ao longo da safra, com algumas exceções no sistema espaldeira, o qual evidenciou frutos mais alongados. O sistema latada apresentou maior potencial produtivo de populações dos genitores do maracujazeiro BRS Sertão Forte, para as condições em estudo.

PALAVRAS-CHAVE: Maracujá-da-caatinga, fruto tropical, sistemas de condução espaldeira e latada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

11-02-2021

Como Citar

D’ABADIA, A. C. A.; COSTA, A. M.; FALEIRO, F. G.; MALAQUIAS, J. V. .; ARAÚJO, F. P. de. Produtividade e caracterização física de Passiflora cincinnata no Cerrado. Pesquisa Agropecuária Tropical, [S. l.], v. 51, p. e65795, 2021. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/pat/article/view/65795. Acesso em: 19 abr. 2021.

Edição

Seção

Suplemento Especial: Cerrado