Substrato de casca de cacau, doses de ácido indolbutírico e tamanho de estacas no enraizamento de Fridericia chica

Resumo

Fridericia chica (Bonpl.) L. G. Lohmann apresenta propriedades medicinais e potencial para cultivo comercial; entretanto, as características de propagação dessa espécie são pouco estudadas. Objetivou-se avaliar o tamanho da estaca, doses de ácido indolbutírico (AIB) e substratos contendo diferentes proporções de casca de cacau, na estaquia de F. chica. Foram realizados dois experimentos. No primeiro, os tratamentos foram estacas basais de 10 cm e 20 cm de comprimento e quatro concentrações de AIB (0 mg L-1, 2.000 mg L-1, 4.000 mg L-1 e 6.000 mg L-1). No segundo, foram testados substratos obtidos de cinco proporções de compostagem de casca de cacau (CC) e vermiculita expandida (VE): 100 % CC; 100 % VE; 50 % CC + 50 % VE; 30 % CC + 70 % VE; e 70 % CC + 30 % VE. Avaliaram-se o percentual de enraizamento, altura da brotação e produção de biomassa seca. A produção de mudas de F. chica pode ser realizada por estacas basais com 20 cm de comprimento, que permitem alcançar 91 % de enraizamento. A dose ideal de AIB para obter o máximo comprimento de broto é 3.600 mg L-1. As misturas de 50 % CC + 50 % VE e 30 % CC + 70 % VE foram os melhores substratos para a produção de mudas da espécie.

PALAVRAS-CHAVES: Fridericia chica (Bonpl.) L. G. Lohmann, compostagem de cacau, plantas medicinais.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
24-06-2020
Como Citar
BARAZETTI, V. M.; SODRÉ, G. A.; RODRIGUES, E. M.; GROSS, E. Substrato de casca de cacau, doses de ácido indolbutírico e tamanho de estacas no enraizamento de Fridericia chica. Pesquisa Agropecuária Tropical (Agricultural Research in the Tropics), v. 50, p. e60122, 24 jun. 2020.
Seção
Artigo Científico