Desenvolvimento de feijão-caupi sob diferentes temperaturas e concentrações de dióxido de carbono

  • Francislene Angelotti Embrapa Semiárido
  • Laise Guerra Barbosa
  • Juliane Rafaele Alves Barros
  • Carlos Antonio Fernandes dos Santos

Resumo

O aumento dos níveis de CO2 e da temperatura podem afetar o crescimento e a produtividade das plantas. Objetivou-se avaliar o impacto do aumento da concentração de dióxido de carbono e da temperatura no desenvolvimento de cultivares de feijão-caupi. O experimento foi conduzido em câmaras de crescimento, com controle de CO2 e temperatura. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, em arranjo fatorial 4 x 3 x 2 [cultivar x temperatura (diurna/noturna) x CO2], com três repetições. Foi avaliada a duração das fases vegetativa e reprodutiva do feijão-caupi e, ao final do experimento, quantificado o número de vagens por planta, número de grãos por vagem, peso das sementes, peso da matéria fresca e seca da parte aérea. A temperatura afeta o desenvolvimento das cultivares de feijão-caupi, sendo que as temperaturas de 29 ºC (dia)/23 ºC (noite) proporcionam sementes com maior peso. O aumento de CO2 incrementa o número de vagens e de sementes e o peso das sementes. A cultivar BRS Tapaihum apresentou maior número de vagens e de sementes e peso de sementes. Além disso, as temperaturas de 32 ºC (dia)/29 ºC (noite) provocam maior abortamento de flores nas cultivares BRS Pujante e BRS Tapaihum.

PALAVRAS-CHAVE: Vigna unguiculata, mudanças climáticas, fenologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
27-03-2020
Como Citar
ANGELOTTI, F.; BARBOSA, L. G.; BARROS, J. R. A.; SANTOS, C. A. F. DOS. Desenvolvimento de feijão-caupi sob diferentes temperaturas e concentrações de dióxido de carbono. Pesquisa Agropecuária Tropical, v. 50, p. e59377, 27 mar. 2020.
Seção
Artigo Científico