Dinâmica de acumulação e variabilidade físico-química do amido em cultivares de Canna edulis Ker

  • Freddy Forero Longas Universidad de Antioquia
  • Adriana Pulido Diaz AGROSAVIA

Resumo

Canna edulis, também conhecido como achira ou sagu, é amplamente cultivado na América do Sul porque seus rizomas são boa fonte de amido para alimentos e agroindústria. Objetivou-se avaliar a taxa de acúmulo e as alterações físico-químicas do amido proveniente de quatro cultivares de canna (Verde, Nativa, Maituna e Morada), cultivadas sob sistema tradicional, na região sudoeste da Colômbia. Os rizomas foram colhidos após o plantio (entre cinco e nove meses) para extrair e caracterizar o amido. Verificou-se que o rendimento de amido (% bu) estava relacionado à idade de desenvolvimento da planta, atingindo o máximo aos oito meses para todas as cultivares (12,78 ± 0,19 % - Verde; 12,46 ± 0,18 % - Maituna; 12,17 ± 0,19 % - Nativa; 11,10 ± 0,18 % - Morada). A composição química média (% bu) do amido nativo, ao longo do desenvolvimento do rizoma, para todas as cultivares, foi: 86,68 % de amido, 1,12 % de proteína, 0,43 % de fibra alimentar, 0,14 % de cinza e 11,57 % de umidade. Na idade ideal de colheita, os teores mínimo e máximo de amilose foram de 45,63 % (Maituna) e 54,47 % (Verde). O tamanho dos grânulos de amido entre as cultivares mostrou distribuição normal, com amplitude de 40 ?m a 80 ?m e média de 59,9 ?m. As curvas de viscosidade por cultivar mostraram que o amido gerava géis de viscosidade muito alta, instáveis ??aos ciclos de aquecimento-resfriamento, e alta retrogradação.

PALAVRAS-CHAVE: Rizoma, agroindustria, farinha.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
31-03-2020
Como Citar
FORERO LONGAS, F.; PULIDO DIAZ, A. Dinâmica de acumulação e variabilidade físico-química do amido em cultivares de Canna edulis Ker. Pesquisa Agropecuária Tropical (Agricultural Research in the Tropics), v. 50, p. e58827, 31 mar. 2020.
Seção
Artigo Científico