Efeitos de associação micorrízica e adubação fosfatada no crescimento inicial de cafeeiro

  • Fausto Henrique Vieira Araújo Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
  • Rafaele de Souza Cruz
  • Douglas William Batista Porto
  • Caroline Maíra Miranda Machado
  • André Cabral França

Resumo

Na implantação de lavouras cafeeiras, a adubação fosfatada é um dos manejos de fertilidade do solo mais importantes. Visando minimizar perdas, dentre as opções em uso estão os adubos de liberação lenta de nutrientes, consorciados à inoculação de fungos micorrízicos arbusculares (FMA). Objetivou-se avaliar o crescimento inicial de cafeeiro inoculado com FMA e submetido a diferentes tipos de fertilizantes fosfatados. O experimento foi conduzido em casa-de-vegetação, utilizando-se delineamento experimental em blocos ao acaso, em esquema fatorial 2 x 4, com quatro repetições. O primeiro fator consistiu de presença ou ausência de FMA (Rhizophagus clarus) e o segundo de fertilizantes fosfatado [monoamônio fosfato (MAP)], organomineral peletizado, organomineral granulado e controle (sem adubação). Avaliaram-se a altura de planta, teor de clorofila nas folhas, número de ramos plagiotrópicos, área foliar, massa da matéria seca da parte aérea e do sistema radicular, porcentagem de colonização de raízes e fósforo foliar. A inoculação com FMA, associada ao fertilizante organomineral peletizado, proporcionou maior crescimento da parte aérea e do sistema radicular e maiores teores de fósforo, em relação aos demais tratamentos, podendo ser uma alternativa na implantação ou renovação de lavouras cafeeiras.

PALAVRAS-CHAVE: Coffea arabica, Rhizophagus clarus, fungos micorrízicos arbusculares.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
29-05-2020
Como Citar
ARAÚJO, F. H. V.; DE SOUZA CRUZ, R.; BATISTA PORTO, D. W.; MIRANDA MACHADO, C. M.; CABRAL FRANÇA, A. Efeitos de associação micorrízica e adubação fosfatada no crescimento inicial de cafeeiro. Pesquisa Agropecuária Tropical (Agricultural Research in the Tropics), v. 50, p. e58646, 29 maio 2020.
Seção
Artigo Científico