Isotermas de adsorção e calor isostérico em grãos de Coffea arabica

  • Samuel Gonçalves Ferreira dos Santos
  • Daniel Pereira da Silva
  • Jefferson Kran Sarti
  • Vinícius Gonçalves Almeida
  • Renato Souza Rodovalho Instituto Federal Goiano, Ceres, GO

Resumo

O conhecimento do equilíbrio higroscópio de adsorção em café é pertinente para a adequação de seu armazenamento, garantindo a qualidade do produto até o consumidor final. Objetivou-se determinar as isotermas de adsorção de grãos de café Arábica (cultivar Acauã Novo) nas temperaturas de 30 ºC, 40 ºC, 50 ºC e 60 ºC, bem como o calor isostérico integral de adsorção. Os teores de água de equilíbrio foram obtidos pelo método estático gravimétrico, com atividades de água entre 0,10 e 0,83 (decimal). A partir dos dados obtidos, foram ajustados diversos modelos matemáticos para representar as isotermas de adsorção. Os critérios estatísticos para a seleção do melhor modelo foram o coeficiente de determinação, erro médio estimado, erro médio relativo e a distribuição de resíduos. O modelo de Peleg foi o que melhor representou as isotermas de adsorção dos grãos de café Arábica nas condições estudadas. As isotermas apresentaram formato sigmoidal tipo II. Sob atividade de água constante, o aumento da temperatura promove diminuição no equilíbrio do teor de umidade em grãos de café Arábica. Os valores de calor isostérico com teor de água entre 0,0191 e 0,2534 (base seca) variaram de 4.042,19 kJ kg-1 a 2.395,48 kJ kg-1.

PALAVRAS-CHAVE: Equilíbrio higroscópico, modelagem matemática, teor de água.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
05-12-2019
Como Citar
DOS SANTOS, S. G. F.; DA SILVA, D. P.; SARTI, J. K.; ALMEIDA, V. G.; RODOVALHO, R. S. Isotermas de adsorção e calor isostérico em grãos de Coffea arabica. Pesquisa Agropecuária Tropical, v. 50, p. e58128, 5 dez. 2019.
Seção
Artigo Científico