Preferência alimentar de Euborellia annulipes por Plutella xylostella: efeitos de temperatura e estágio de desenvolvimento da presa

  • Gilmar da Silva Nunes Universidade Federal da Paraíba
  • Hágabo Honorato de Paulo Universidade Estadual Paulista/Pós-Graduação em Agronomia (Entomologia Agrícola)
  • Welliny Soares Rocha Dias Universidade Estadual Paulista/Pós-Graduação em Agronomia (Entomologia Agrícola)
  • Sergio Antonio De Bortoli Universidade Estadual Paulista/Pós-Graduação em Agronomia (Entomologia Agrícola)

Resumo

A tesourinha Euborellia annulipes vem sendo estudada como inimigo natural de insetos-pragas e potencial predadora da traça-das-crucíferas. A temperatura é um fator importante para mediar o aumento da densidade populacional de pragas, podendo afetar as dinâmicas da relação predador-presa. Objetivou-se avaliar o efeito da temperatura e do estágio de desenvolvimento de indivíduos de Plutella xylostella na preferência alimentar de fêmeas de E. annulipes. Três temperaturas (18 ºC, 25 ºC e 32 ºC), dois estágios de desenvolvimento (lagartas e pupas) e duas condições de alimentação relacionadas à captura das presas (com e sem escolha) foram avaliados. Independentemente da temperatura, fêmeas de tesourinha mostraram preferência alimentar por lagartas, ao invés de pupas. As condições de temperatura e de escolha influenciaram na quantidade de presas consumidas, mas apenas para larvas (não para pupas). O menor consumo de lagartas foi observado sob 18 ºC, em ambas as condições de captura.

PALAVRAS-CHAVE: Controle biológico, brássicas, tesourinha, manejo integrado de pragas, condições térmicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
27-02-2020
Como Citar
NUNES, G. DA S.; DE PAULO, H. H.; DIAS, W. S. R.; DE BORTOLI, S. A. Preferência alimentar de Euborellia annulipes por Plutella xylostella: efeitos de temperatura e estágio de desenvolvimento da presa. Pesquisa Agropecuária Tropical (Agricultural Research in the Tropics), v. 50, p. e57778, 27 fev. 2020.
Seção
Artigo Científico