Número de hastes e densidade de plantas para o cultivo de minimelancia em ambiente protegido

  • Rafaelle Fazzi Gomes UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DA AMAZÔNIA - UFRA/Campus Capanema
  • Lucas da Silva Santos UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DA AMAZÔNIA - UFRA/Campus Capanema
  • Leila Trevisan Braz UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA - UNESP/FCAV
  • Francisco Laurimar do Nascimento Andrade UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DA AMAZÔNIA - UFRA/Campus Capanema
  • Silvia Marcela Ferreira Monteiro UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DA AMAZÔNIA - UFRA/Campus Capanema

Resumo

A cultura da melancia apresenta grande importância econômica e social. Paralelamente, novos nichos de mercado são requeridos pelos consumidores, a fim de fornecer produtos diferenciados, dentre os quais destaca-se a minimelancia. Objetivou-se avaliar o desempenho agronômico e a qualidade de frutos de minimelancia cultivados em fibra de casca de coco, em função do número de hastes e densidade de planta. Utilizaram-se o híbrido Smile e delineamento experimental em blocos casualizados, em esquema fatorial 2 x 2, com oito repetições, sendo o primeiro fator constituído pelo número de hastes por planta (1 ou 2) e o segundo pelo número de plantas por vaso (1 ou 2). Foram avaliadas características relacionadas à produção, parâmetros fisiológicos da planta e qualidade de frutos. Houve interação entre o número de hastes e a densidade de plantas apenas para as características de área foliar, massa fresca média de frutos, produtividade total e percentual de frutos grandes, sendo que, para as demais características, os fatores foram avaliados separadamente. As plantas conduzidas com duas hastes, na densidade de uma planta por vaso, proporcionam maior produtividade, sem prejudicar a qualidade dos frutos, sendo, nessas condições, o método mais indicado para os produtores.

PALAVRAS-CHAVE: Citrullus lanatus, fibra de casca de coco, competição intraplanta.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
15-04-2019
Como Citar
GOMES, R.; SANTOS, L.; BRAZ, L.; ANDRADE, F.; MONTEIRO, S. Número de hastes e densidade de plantas para o cultivo de minimelancia em ambiente protegido. Pesquisa Agropecuária Tropical (Agricultural Research in the Tropics), v. 49, p. e54196, 15 abr. 2019.
Seção
Artigo Científico